Conheça o trabalho ambiental do Jardim Botânico de Curitiba

29/03/2018 às 19:04
por Maira Di Giaimo

Oferecimento
Além de importante ponto turístico, o Jardim Botânico também faz um trabalho importante de pesquisa ambiental.

 

A cidade de Curitiba, capital do Paraná, comemora seus 325 anos nesta quinta-feira (29).  Para homenagear a cidade, o Foco Ambiental foi explorar um dos seus principais pontos turísticos, o Jardim Botânico. Além de ser cartão postal do município, o local é muito importante do ponto de vista ambiental! Conheça o que há por trás do Jardim Botânico de Curitiba.

 

Criado em 1991, o Jardim Botânico recebe cerca de um milhão de visitantes todos os anos. Não há quem se aproxime da estufa de vidro, atração principal do Jardim, e não queira tirar milhares de fotos. No entanto, é importante entender a prestação de serviços ambientais que ocorre no lugar.

 

IMG_0330

Foto: Bruno Ahn

 

“A estufa, em especial, preserva plantas da Floresta Atlântica, que é um projeto baseado num palácio de cristal de Londres, que já não existe mais, mas é um desenho muito parecido com outros Jardins botânicos que a gente encontra, então é o nosso chamariz”, diz Sônia Mara Ferraz de Oliveira, chefe do Jardim Botânico.

 

Além da estufa, existem várias coleções botânicas espalhadas pelo Jardim, que buscam preservar as plantas e educar as pessoas. Por exemplo, a coleção “araucárias do mundo” mostra que não existem apenas Araucárias nativas do Brasil, no exterior também ocorrem cerca de 20 espécies dessa árvore, todas plantadas no Jardim Botânico.

 

“Outro objetivo do Jardim Botânico é fazer a conservação das espécies e daí a gente conserva de duas formas”, diz o engenheiro florestal Marcelo Leandro Brotto,  “Tem um bosque nativo que já era original daqui do local, que é um bosque de floresta com Araucária. Então, aqui seria uma conservação in situ, ou seja, no próprio local, que era uma vegetação original. E todas as outras coleções que a gente vai formando com o tempo são uma forma de conservação ex situ, ou seja, são espécies que não ocorriam naturalmente aqui no local do Jardim e foram trazidas para cá, então, por exemplo, espécies do oeste do Paraná, espécies de outros estados brasileiros, então o Jardim também tem essa função importante de conservação da biodiversidade”.

 

Além disso, o Jardim Botânico engloba projetos de educação ambiental como o “Jardim das Sensações”, onde os visitantes, turistas e estudantes podem sentir a textura e o cheiro de algumas plantas e aprender mais sobre elas. O espaço é bem acessível para pessoas com deficiência e tem, inclusive, todas as placas informativas com escrita em braile.

 

O Jardim Botânico, portanto, é um grande espaço de pesquisa e preservação de espécies. “Todo visitante tem a possibilidade de, além de vislumbrar a beleza das flores, que são trocadas em todas as estações, ter um pouco de conhecimento a respeito das plantas que são de determinadas regiões”, explica Sônia.

 

Saiba mais sobre os projetos do Jardim Botânico de Curitiba na nossa reportagem!

 

Sugestões de pauta ou denúncias ambientais podem ser enviadas para o nosso e-mail:focoambiental@climatempo.com.br

 

 

CIDADES RELACIONADAS

Curitiba - PR

10°
min

17°
max

2mm / 40%

FASES DA LUA

  • Crescente
    16/10
  • Cheia
    24/10
  • Minguante
    02/10
  • Nova
    09/10

ESTAÇÕES DO ANO

  • Primavera
    22/09
  • Verão
    21/12
  • Outono
    20/03
  • Inverno
    21/06