Falta de chuva aumenta risco de queimadas em MT

25/06/2018 às 17:26
por Redação

Atualizado 25/06/2018 às 17:56

Oferecimento
Ar seco continua predominando no Centro-Oeste. Diferença entre as temperaturas mínimas e máximas chama a atenção em Goiás e no Distrito Federal.

A última semana do mês de junho segue com tempo aberto no Centro-Oeste, devido a uma massa de ar seco que predomina sobre a Região. A umidade do ar pode ficar abaixo dos 30% nas horas mais quentes do dia. Em algumas áreas do oeste de Mato Grosso e na

região de Corumbá, no Pantanal de Mato Grosso do Sul, a umidade pode cair ainda mais, chegando a 20%. 

 

Além de prejudicar a saúde, especialmente de pessoas que sofrem de problemas respiratórios, outro agravante dos consecutivos dias sem chuva, são as queimadas causadas pelo ressecamento da vegetação. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), o Mato Grosso é o estado que mais teve focos de queimadas nas últimas 48h, com 182 pontos. Apenas no município de Comodoro, no oeste do estado, foram registrados 10 focos de queimadas.

 

Em Goiânia e no Distrito Federal, a semana será marcada pela grande amplitude térmica. O dia amanhece frio, mas logo esquenta e as temperaturas ficam altas. Apenas o sul do Mato Grosso do Sul irá contar com um céu repleto de nuvens e tempo mais ameno. Ainda assim, o sol aparece e não há previsão de chuva.

 

Foto: Jerry Adriani. Tangará da Serra/MT.
 

Chuva rápida em MS

O restante da semana seguirá o mesmo padrão, o que é normal para esta época do ano. Áreas do sul de Mato Grosso do Sul podem contar com um pouco de chuva na quarta-feira (27). No entanto, na quinta (28) o tempo já volta a abrir e toda a Região Centro-Oeste tem sol predominante.

 

Colaborou neste texto a estagiária Aline Oliveira.

CIDADES RELACIONADAS

Goiânia - GO

23°
min

37°
max

5mm / 67%