Umidade no ar cai para 10% no CO e calor se aproxima dos 40°C

13/08/2018 às 16:37
por Josélia Pegorim

Oferecimento
Tarde de 14 de agosto pode ser a mais quente do ano em Cuiabá. Há possibilidade de chuva no CO esta semana.

A semana começou com o ar extremamente seco no Centro-Oeste. Por volta das 14 horas (Brasília) da segunda-feira, 13,o aeroporto internacional de Brasília registrou apenas 13% de umidade no ar e chegou aos 10% na tarde do domingo, 12.

A região de Cuiabá estava ainda mais seca do que no fim de semana. O aeroporto internacional de Cuiabá registrou 14% às 15 horas (Brasília), sendo que o mínimo no domingo foi de 17%. A capital de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, estava com 15% a esta hora e foi a capital mais seca no domingo, com mínimo de 13% de umidade no ar. Em Goiânia, o aeroporto local registrou até 9% de umidade na tarde do domingo

 

Situação crítica: umidade em 10%

Situação ainda mais crítica era observada em áreas de Mato Grosso do Sul, de Goiás e de Mato Grosso, onde a umidade relativa do ar chegava 10% de umidade na tarde da segunda-feira, 13.  Pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia, o nível de umidade no ar às 14 horas (Brasília) atingiu os 10% na região de Alto Taquari (MT), Costa Rica (MS), Chapadão do Sul (MS) e Aragarças (GO), São Gabriel do Oeste (MS) e Mineiros (GO).  

Os níveis de umidade do ar muito baixos são associados com a massa de ar seco que voltou a se intensificar sobre o Centro-Oeste, com a recente passagem do ar frio de origem polar sobre a Região. Os níveis de umidade observados nos dias 11, 12 e 13 de agosto são os menores no Centro-Oeste este ano, até agora. 

Pelo padrões da Organização Mundial da Saúde,  o ideal para o conforto e para saúde humana é um nível de umidade em torno dos 60%.

 

A secura do ar combinada com o calor intenso, situação comum nesta época no Centro-Oeste é mais prejudicial para a saúde das pessoas.

 

Terça muito seca

Esta terça-feira,14, ainda será muito seca em praticamente todo o Centro-Oeste e níveis de umidade no ar muito baixos, entre 10% e 15%, nas horas mais quentes do dia. As áreas mais críticas devem ser Goiás, Distrito Federal, o centro-norte  e leste de Mato Grosso do Sul e o leste e sul de Mato Grosso.

 

Mas uma mudança na circulação dos ventos faz a umidade no ar no norte e oeste de Mato Grosso e pode chover em alguns locais na tarde ou noite desta terça-feira. A umidade tende a aumentar na fronteira com o Paraguai com a aproximação de uma frente fria.

 

 

DF_Brasília-por-Wilan-Nascimento-28-7-18-seca

Foto de Wilan Nascimento, Brasília (DF)

 

Chance de chuva

A nova frente fria que avança sobre o Brasil esta semana poderá provocar chuva na quarta-feira em alguns locais da fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai. Mas na quinta e na sexta-feira, 17 de agosto, esta frente fria poderá provocar pancadas de chuva em Goiás e no Distrito Federal.

 

Possibilidade de recorde de calor em Cuiabá

A tarde de desta terça-feira, 14 de agosto, pode ser a mais quente do ano em Cuiabá, com temperatura próxima dos 40°C. Segundo o INMET, o recorde atual de calor em Cuiabá é de 38,4°C, em 8 de agosto. Em 2017, a temperatura não chegou aos 40°C em Cuiabá. A última vez que isto ocorreu foi no dia 18/10/2017, com a marca de 40,5°C. Em 2016, a máxima chegou aos 40°C em agosto duas vezes

 

Durante a quarta-feira, a chegada de ventos frios de origem polar fazem a temperatura baixar no oeste e sul de Mato Grosso e de Mato Grosso do Sul.

CIDADES RELACIONADAS

Cuiabá - MT

22°
min

34°
max

0mm / 0%

Campo Grande - MS

14°
min

28°
max

0mm / 0%