ALERTA

1 notificações

Região Norte - tendência climática para a primavera 2018

21/09/2018 às 23:21
por Josélia Pegorim

Oferecimento
Tocantins deve ter atraso no retorno da chuva regular

A primavera de 2018 no Hemisfério Sul começa oficialmente no dia 22 de setembro, às 22h54min, pelo horário de Brasília, e vai até 21 de dezembro, às 19h23, sem considerar o horário brasileiro de verão.

 

Quais as características da primavera no Norte do BR?

A Região Norte também tem períodos mais chuvosos e de pouca chuva ao longo do ano. Porém, a época de chuva e de estiagem não são as mesmas para todas as áreas da Região.

A primavera é uma estação de pouca chuva e muito calor na porção norte da Região Norte que abrange o Amapá, Roraima, o norte do Pará e do Amazonas.

 

Nas áreas mais ao sul da Região, a chuva recomeça e ganha força ao longo da estação. É o que se observa no Acre, em Rondônia, no sul do Amazonas e do Pará e sobre o Tocantins.

De forma geral, o Norte do Brasil começa a ter chuva mais volumosa, mais frequente e melhor distribuída durante o mês de dezembro, mas principalmente de janeiro em diante.

 

Primavera 2018

O aquecimento que já se observa na porção central e leste do oceano Pacífico Equatorial, na altura da costa do Peru, se acentua no decorrer da primavera. A previsão é que a primavera termine com um novo episódio de El Niño formado.

 

A situação oceânica no Pacífico Equatorial é tecnicamente de neutralidade, mas a tendência de aquecimento já terá uma influência na chuva e na temperatura da primavera de 2018. A chuva tende a ser mais irregular e o calor é maior.

 

Uma preocupação é com o atraso no recomeço da chuva sobre o Tocantins e sobre a porção leste do Pará.  

 

Confira a previsão geral para primavera na Região Sul com a meteorologista da Climatempo Graziella Gonçalves.

 

 

 

 

 

Outubro

O mês será marcado por grande irregularidade da chuva. A tendência é de que chova menos do que a média  em praticamente toda a Região Norte. Deve chover mais do que o normal em Roraima, no extremo nordeste do Amazonas e noroeste do Pará.

 

Novembro

A tendência é de aumento da frequência da chuva no Acre, em áreas so sul do Amazonas e em Roraima. Nestas regiões, deve chover mais do que média do mês. No restante da Região Norte, novembro deve terminar com deficiência de chuva. A falta de chuva será maior sobre o Tocantins.

A temperatura tende a ficar próxima da normalidade em grande parte da Região. o calor diminui no Acre, sul do Amazonas e do Pará.

 

Dezembro

Dezembro tende a ser um mês menos quente, com o aumento da nebulosidade e da ocorrência de alguma chuva em grande parte da Região.

Durante este mês, a expectativa é que as pancadas de chuva sejam mais frequentes sobre o Tocantins, Pará e Amapá e também no Acre.

 

CIDADES RELACIONADAS

Brasília - DF


min

20°
max

0mm / 0%