Calor extremo em Mato Grosso do Sul

23/01/2019 às 20:25
por Josélia Pegorim

Oferecimento

Com quatro municípios com mais de 40°C, o estado de Mato Grosso Sul foi a região mais quente do Brasil na quarta-feira, 23 de janeiro de 2019. Pelas medições do Instituto Nacional de Meteorologia, a temperatura máxima em Porto Murtinho, na fronteira com o Paraguai, alcançou 41,3°C. Esta é maior temperatura registrada oficialmente no Brasil este ano e igualou a marca de Massaranduba, em Santa Catarina, no dia 3 de janeiro, registrada pelo Epagri-Ciram.



Quase todo o Mato Grosso do Sul virou um caldeirão fervente nesta quarta-feira. As menores temperaturas máximas no estado, segundo o INMET, ficaram entre 32°C e 34°C e ocorreram em locais ao norte do estado que tiveram mais nebulosidade e chuva. Mas na maioria das regiões de Mato Grosso do Sul, as temperaturas máximas do dia 23 de janeiro ficaram acima dos 37°C.

 

Para completar a quentura, a capital Campo Grande registrou o recorde de calor para 2019, com temperatura máxima de 37,9°C.

 

Confira as maiores temperaturas em Mato Grosso do Sul em 23/1/19 registradas pelo INMET

 

41,3°C em Porto Murtinho

40,6°C em Três Lagoas

40,2°C em Bela Vista

40,1°C em Aquidauana

39,3°C em Jardim

39,1°C em Bonito



Menos calor nos próximos dias

O calor vai continuar intenso em Mato Grosso do Sul nesta quinta-feira, 24 de janeiro, apesar da previsão de pancadas de chuva a partir da tarde. Mas a chance de novo recorde em Campo Grande é baixa.

Na sexta, 25, e no sábado, 26 de janeiro, a nebulosidade e a chuva aumentam sobre o Mato Grosso do Sul, o que vai evitar que a temperatura suba tanto como nos últimos dias. Serão dias sem temperaturas extremas, mais ainda com sensação de abafamento.

No domingo, 27, a temperatura volta a subir com o enfraquecimento das áreas de instabilidade.

 

 

Foto de Mauro Zaia, Anaurilândia (MS)

CIDADES RELACIONADAS

Campo Grande - MS

20°
min

33°
max

0mm / 0%