Chuva de fevereiro supera a média nos mananciais de SP

27/02/2019 às 11:04
por Paula Soares

Atualizado 27/02/2019 às 12:29

Oferecimento
No entanto, a situação de forma geral no Brasil continua muito ruim.

A chuva no Sudeste, de forma geral, vem trazendo muitos transtornos à população neste mês de fevereiro. No entanto, a falta dela também pode acarretar em muitos problemas, como por exemplo os reservatórios que abastecem as cidades, que ficam cada vez mais baixos quando não chove o suficiente.

 

Mananciais terminam fevereiro com boas notícias!

A capital paulista está terminando fevereiro com chuva acima da média histórica para o mês, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia(INMET). A média para o mês é de 246mm. Isso é um sinal que a chuva veio com uma boa qualidade, ou seja, veio de forma mais generalizada e com longa duração. Os reflexos dessa chuva também podem ser observados no Sistema Cantareira, principal reservatório de abastecimento de água da capital paulista, que vai fechar o mês com boas notícias! Não só o Cantareira, mas todos os mananciais que abastecem a região metropolitana de São Paulo, que também vão terminar o mês com chuva acima da média, segundo dados da Sabesp.

 

É importante lembrar que no caso do Sistema Cantareira, é necessário que chova em muitas regiões, não só em São Paulo, mas também em áreas do sul de Minas Gerais.  A última vez em fevereiro em que o manancial conseguiu passar da média foi em 2016. Em 2017 e 2018 os valores ficaram abaixo. Confira o gráfico abaixo de todos mananciais no mês de fevereiro nos últimos três anos.

 

 

 grafico-reservatorios

 

 

Tendência NÃO É animadora!

A chuva nos meses de verão é extremamente importante para armazenar água para consumir nos meses mais secos.  No entanto, já vamos começar o período mais seco no estado de São Paulo no mês de abril e os volumes médios mensais de chuva já serão menores. Se olharmos a porcentagem em que o Sistema Cantareira está operando, é baixo, menos da metade de sua capacidade. Ou seja, a situação ainda não é confortável, mesmo com a chuva desse mês! Para passarmos o período de estiagem (outono/inverno/ começo da primavera) sem preocupações, o ideal é que o armazenamento estivesse em pelo menos em 70%, o que não é o caso.

 

Confira os valores atuais no site da Sabesp

Além da chuva que não tem caído de forma regular nos meses de dezembro, janeiro e também no início de fevereiro,  o uso irracional da água também pode resultar em problemas futuros. A recomendação é que a população não desperdice água. É preciso usar água de forma muito consciente para não faltar depois, quando tivermos menos chuva. O começo de março até deve ser marcado ainda por um pouco mais de chuva, como agora no fim de fevereiro, que ajudou a elevar os níveis dos reservatórios. No entanto, após esse período, a chuva vai diminuir e não está descartada a possibilidade de enfrentarmos uma crise mais pra frente.

Embora os reservatórios de São Paulo tenham terminado o mês com uma situação mais "animadora", a situação de forma geral no Brasil continua muito ruim e os reflexos também já são sentidos no setor de energia.

 

iStock-1044457680

 

 

CIDADES RELACIONADAS

São Paulo - SP

17°
min

28°
max

10mm / 67%

FASES DA LUA

  • Nova
    16/10
  • Crescente
    23/10
  • Cheia
    01/10
  • Minguante
    09/10

ESTAÇÕES DO ANO

  • Primavera
    22/09
  • Verão
    21/12