Atenção nas estradas e aeroportos por causa do nevoeiro

20/05/2019 às 23:32
por Josélia Pegorim

Oferecimento
Fenômeno pode se formar nesta terça em várias áreas do Sudeste e do Sul

Estradas e aeroportos da Região Sudeste e também do leste do Paraná podem ter problemas com a redução da visibilidade horizontal por causa do nevoeiro até a quarta-feira, 22 de maio. O fenômeno é um importante causador de acidentes graves em estradas e de prejuízos decorrentes de atrasos nos aeroportos.

 

Na Grande Curitiba, a formação do nevoeiro na região do aeroporto internacional Afonso Pena começou a ser observada por volta das 21 horas da segunda-feira, 20 de maio. A visibilidade às 23 horas já era de apenas 400 metros.

Em São Paulo, os aeroportos Campo de Marte e Guarulhos já apresentavam uma forte névoa por volta das 21 horas desta segunda-feira.

O aeroporto internacional de Guarulhos registrou denso nevoeiro no domingo, 19 de maio, quando a visibilidade baixou para menos de 1000 metros por cerca 2h30, atingindo até 300 metros de alcance visual horizontal. Nesta segunda-feira, a restrição foi de quase 6 horas entre a madrugada e o começo da manhã.

 

A foto é do denso neveiro que se formou em Indaiatuba, no interior de São Paulo, no começo da manhã de 19/5/19.

 

 

Foto de Norma Rodrigues, Indaiatuba (SP)



Nevoeiro tem previsão difícil

O nevoeiro é um fenômeno comum, mas muitas vezes de difícil previsibilidade, porque pode se formar a qualquer hora, em qualquer época do ano e em qualquer lugar.

É comum associarmos o nevoeiro com o frio porque o resfriamento do ar é o principal causador do fenômeno, mas o nevoeiro pode se formar dentro de florestas quentes úmidas, sobre o mar, em montanhas, sobre lagos e rios, depois da chuva, em noites frias, limpas e com pouco vento, com ou sem a presença de frentes frias, etc. Saiba mais sobre o nevoeiro.

 

O nevoeiro mais frequente é aquele que se forma pela perda radiativa, que é o resfriamento da superfície pela perda de calor para o espaço. A perda radiativa é mais acentuada quando um sistema de alta pressão atmosférica está atuando sobre uma área e provoca a subsidência do ar, que é um movimento do fluxo de ar de cima para baixo.

 

Perda radiativa é um dos principais processos naturais para a formação do nevoeiro

 

 

A Região Sudeste do Brasil fica sob influência de um sistema de alta pressão atmosférica até a quarta-feira, 22 de maio. A partir do dia 23, o tempo muda com o deslocamento de uma frente fria sobre a Região, que vai causar chuva e forte queda da temperatura.

 

CIDADES RELACIONADAS

São Paulo - SP

14°
min

27°
max

0mm / 0%

Curitiba - PR

10°
min

25°
max

0mm / 0%

FASES DA LUA

  • Cheia
    17/06
  • Minguante
    25/06
  • Nova
    03/06
  • Crescente
    10/06

ESTAÇÕES DO ANO

  • Inverno
    21/06
  • Primavera
    23/09
  • Verão
    22/12
  • Outono
    20/03