Frio bate recorde no domingo em capitais do SU, SE, CO, AC e RO

06/07/2019 às 22:15
por Josélia Pegorim

Atualizado 07/07/2019 às 19:22

Oferecimento
Confira as capitais que tiveram duplo recorde de frio em 6/7/19

O primeiro sábado de julho foi literalmente o dia mais gelado de 2019, até agora, em algumas capitais brasileiras. Com a influência da intensa massa de ar de origem polar que chegou ao Brasil, Curitiba, Porto Alegre, São Paulo, Rio De Janeiro, Campo Grande e Rio Branco tiveram a madrugada e a tarde mais fria deste ano.



Curitiba amanheceu “frozen”, com temperatura abaixo de 0°C e por volta das 19 horas estava com 8°C e sensação térmica de 5°C. 

 

Em São Paulo, o sol da tarde foi pura enganação. Por volta das 19 horas, o aeroporto marcava 9°C com sensação térmica de 4°C.


Em Porto Alegre, o ar polar era tão forte que o sol não conseguiu fazer o termômetro passar dos 12°C. A sensação térmica no aeroporto local às 7 horas da noite era de 4°C.

 

No Rio de Janeiro, carioca subiu o capuz do moleton para se proteger da lufada polar que chegou por lá. No aeroporto Tom Jobim, a temperatura às 19 horas era de 17°C, com sensação térmica de 14°C. É muito frio para os padrões normais da cidade do Rio.

 

Campo Grande, a capital de Mato Grosso do Sul, passou o dia todo com sol e céu azul, mas o ar polar venceu! A temperatura máxima do dia ficou abaixo dos 18°C e a sensação térmica às 18 horas (local) era de míseros 6°C na região do aeroporto.

 

O ar polar bateu no Acre e a temperatura despencou em Rio Branco, que também teve duplo recorde de frio, com menos de 23°C à tarde. Às 17 horas (local) o aeroporto local marcava apenas 19°C, com sensação de 17°C.



Foto de André C., São Paulo (SP)

 

 

Confira agora as temperaturas mínimas e máximas recordes registradas pelo Instituto Nacional de Meteorologia até 6 de julho de 2019, e a expectativa de novos recordes para 7 de julho. (Tabela atualizada em 7/7/19 no valor da máxima de São Paulo)



Capital (UF)

Previsão para 7/7/19

Recorde atual menor T 2019

Recorde atual menor T max 2019 

Porto Alegre (RS)

pequena chance de recorde de menor T do ano

3,6°C em 6/7/19 e 27/6/19

11,6°C em  6/7/19

Florianópolis (SC)

menor T do ano

5,2°C em 6/7/19

15,9°C em 2/7/19

Curitiba (PR)

menor T do ano

-0,3°C em 6/7/19

12,9°C em 6/7/19

São Paulo (SP)

menor T do ano

7,4°C em 6/7/19

14,6°C em 6/7/19

Rio de Janeiro (RJ)

duplo recorde

14,0°C em 6/7/19 e 7/6/19

21,0°C em 6/7/19

Belo Horizonte (MG)

duplo recorde

9,9°C em 5/6/19

20,8°C em 17/5/19

Vitória (ES)

menor T do ano

16,8°C em 7/6/19

22,2°C em 7/6/19

Campo Grande (MS)

menor T do ano

5,6°C em 6/7/19

16,0°C em 6/7/19

Cuiabá (MT)

menor T do ano

14,5°C em 6/7/19

22,7°C em 14/5/19

Goiânia (GO)

menor T do ano

13,7°C em 17/6/19

23,1°C em 17/2/19

Brasília (DF)

menor T do ano

10,8°C em 11/6/19

22,7°C em 16/6/19

Porto Velho (RO)

menor T do ano

19,5°C em 17/5/19

25,9°C em 14/5/19

Rio Branco (AC)

menor T do ano

14,6°C em 6/7/19

22,8°C em 6/7/19



Domingo “frozen 2”

O centro desta forte massa de ar de origem polar, que é a região com frio mais intenso, ainda estará passando exatamente sobre o Sul do Brasil na madrugada do domingo, 7 de julho. Por isso, seu poder de resfriamento sobre continente ainda é enorme.

Novos recordes de menor temperatura para 2019 podem ocorrer no amanhecer deste domingo nas capitais do Sul, do Sudeste, do Centro-Oeste, do Acre e de Rondônia. Os recordes de tarde mais fria, de menor temperatura máxima do ano já não devem ocorrer mais.

 

Na segunda-feira, 8 de julho, o centro desta forte massa de ar frio já estará sobre o mar, o que vai permitir uma rápida elevação das temperaturas no continente. O amanhecer do dia 8 de julho já não será gelado e congelante como no fim de semana.

CIDADES RELACIONADAS

Cuiabá - MT

22°
min

34°
max

0mm / 0%

Florianópolis - SC

15°
min

20°
max

3mm / 90%