Alguns números da chuva de março de 2020 no Brasil

31/03/2020 às 20:55
por Redação

Atualizado 31/03/2020 às 21:00

Oferecimento
Chuva foi abundante em muitas áreas do Nordeste e do Sudeste, mas a seca persistiu no Sul. Belém acumulou mais de 900 mm.

O mês de março terminou devendo muita chuva para a Região Sul do Brasil, para praticamente todo o estado de São Paulo, incluindo a capital paulista, e para o Mato Grosso do Sul. 

 

Apesar de alguns temporais, choveu menos do que a média normal também em grande parte do Acre, nas porções centro-oeste e sul de Rondônia e de Mato Grosso. O sul de Goiás, a região do Triângulo Mineiro e o Sul de Minas Gerais também terminaram o mês com menos chuva do que poderiam ter.

Por outro lado, a chuva de março caiu com força o centro-norte do Brasil. Muitas áreas do  Nordeste, do Amazonas, Tocantins, Pará, do centro-norte e leste de Minas Gerais, do Espírito Santo e do Rio de Janeiro terminaram o mês com chuva acima da média.

 

Fatos e números de março de 2020 no Brasil

(levantamento preliminar, não oficial, baseado em dados do INMET - Instituto Nacional de Meteorologia)

 

Belém (PA)

Março de 2020 foi para Belém, a capital do Pará, o que janeiro foi para Belo Horizonte. De forma excepcional, Belém acumulou mais de 900 mm de chuva, o que é um fato meteorológico raro.

Segundo dados preliminares do INMET, Belém recebeu 931,1 mm de chuva em março de 2020, 103% (o dobro) acima da média histórica para o mês que é de 450,3 mm (INMET - 1981-2010). Choveu 30% da média anual em um mês. Foi o mês mais chuvoso em Belém desde 1961.

 

São Paulo (SP)

Segundo o INMET, São Paulo teve 70,6 mm de chuva em março de 2020, valor que ficou 67% abaixo da média histórica para o mês que é de 214,5 mm. Foi o março mais seco na capital paulista em em 36 anos, desde 1984. Março de 2020 entrou para a lista dos 5  marços menos chuvosos da série histórica de medições do INMET na estação meteorológica do Mirante de Santana, iniciada em 1943.

 

Belo Horizonte (MG)

Novamente Belo Horizonte é lembrada pelo excesso de chuva, fato que se repetiu pelo terceiro mês consecutivo em 2020. 

 O total preliminar de chuva em março de 2020 foi de 296,8 mm, na estação meteorológica de Santo Agostinho. Este total ficou 50% acima da média histórica para março que é de 198,0 mm. 

Por causa da chuva volumosa de março, Belo Horizonte alcançou a média de chuva anual antes do mês acabar. Total de chuva acumulados nos meses de janeiro, fevereiro e março foi de impressionantes 1624 mm, sendo que a média anual é de 1603 mm, aproximadamente.

 

Rio de Janeiro (RJ)

Choveu muito no estado do Rio de Janeiro nos primeiros dias de março de 2020. Ao fim dos 5 primeiros dias do mês, vários bairros da cidade do Rio de Janeiro acumularam mais de 150 mm de chuva. Pelos cálculos do Alerta Rio - Prefeitura do Rio de Janeiro, a média de chuva geral para março na cidade do Rio é de 133,9 mm. 

O total de chuva acumulado em março de 2020 superou esta média em praticamente todos os bairro do Rio de Janeiro. Choveu acima dos 200 mm em alguns bairros, conforme dados do Alerta Rio - Prefeitura do Rio de Janeiro até 19h45 do dia 31/3/2020:

Santa Cruz: 249,6 mm

Alto da Boa Vista: 223,2 mm

Anchieta: 208,8 mm

Bangu: 205,6 mm

Sepetiba: 203,0 mm

 

Porto Alegre (RS)

Porto Alegre representa a seca do Sul do Brasil. A chuva foi escassa em janeiro e em fevereiro e o tempo predominou também em março de 2020. Com a falta de chuva no verão, dezenas de cidades gaúchas estão em emergência por causa da seca.

Março também foi seco nas capitais da Região Sul. Em Porto Alegre choveu apenas 22,9 mm nos 31 dias de março de 2020, o que significa que a chuva de março ficou 75% abaixo da média histórica.

 

São Luís (MA)

Quase todas as capitais do Nordeste terminam março com chuva acima da média histórica. A exceção foi Recife, mas a deficiência na capital pernambucana foi pequena, 21% abaixo da média para março. 

O destaque do excesso de chuva fica para São Luís, capital do Maranhão, que recebeu quase 660 mm nos 31 dias do mês. A chuva de março ficou 42% acima da média.

A chuva de março foi abundante em muitas áreas pelo interior do Nordeste. A região de Luis Eduardo Magalhães, no oeste da Bahia, acumulou quase 330 mm de chuva em março. Imperatriz, no sul do Maranhão, recebeu aproximadamente 899 mm de chuva, sendo que a média histórica é de 296 mm.

 

Cuiabá (MT)

No Centro-Oeste, a falta de chuva em março de 2020 foi notória em Mato Grosso do Sul e também na porção oeste e sul de Mato Grosso.

Em Cuiabá choveu aproximadamente 85 mm nos 31 dias de março de 2020, o que representa 61% de chuva abaixo da média histórica que é de 217,5 mm.

Em Brasília choveu 263 mm, aproximadamente, 24% acima da média para março que é de 211,8 mm.

 

O mapa elaborado pelo INMET - Instituto Nacional de Meteorologia - revela quanto choveu sobre o Brasil no período de 1  a 30 de março de 2020.

 

 

 

Chuva de 1 a 30 de março de 2020 no Brasil (INMET)

CIDADES RELACIONADAS

Belém - PA

24°
min

33°
max

10mm / 90%

São Luís - MA

25°
min

32°
max

5mm / 90%

FASES DA LUA

  • Minguante
    14/05
  • Nova
    22/05
  • Crescente
    30/04
  • Cheia
    07/05

ESTAÇÕES DO ANO

  • Outono
    20/03
  • Inverno
    20/06
  • Primavera
    22/09
  • Verão
    21/12