Semana do Meio Ambiente apresenta série sobre desastre natural

03/06/2020 às 09:14
por Redação

Oferecimento
Evento organizado pelo Instituto Geológico, lives abordam os principais fenômenos climáticos causadores de acidentes e os conceitos básicos sobre risco

A Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA) por meio do Instituto Geológico em comemoração a semana do meio ambiente, promove uma série de videoconferência sobre diversos temas, dentre eles, a interação da vida em sociedade com a utilização do solo. 

 As lives vão abordar as causas dos desastres naturais, os principais fenômenos climáticos causadores de acidentes, os conceitos básicos sobre risco e alguns instrumentos de gestão.

Serão três dias seguidos de encontros que começarão sempre às 11hr onde os internautas poderão participar com perguntas e observações. As palestras são complementares e quem tiver a oportunidade de acompanhar terá acesso ao panorama completo da prevenção de desastres, além da gestão de riscos naturais em ambientes urbanos.

 

A primeira, com participação da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, abordará a forma como o Estado e a Sociedade se estruturam frente às ameaças. Já o segundo encontro apresentará em linguagem simples uma análise técnica das principais ameaças naturais presentes nas cidades como os deslizamentos de terra e as inundações. Para encerrar, o terceiro encontro tratará especificamente de como a comunidade pode aumentar sua capacidade de enfrentamento e resposta aos riscos.

 

Confira abaixo a programação completa:

 

03/06 – Meio Ambiente, Proteção e Defesa Civil

 

A humanidade sempre esteve exposta a uma variedade de processos naturais que por sua natureza podem levar à ocorrência de desastres, por exemplo: inundações, deslizamentos, terremotos, secas, epidemias, etc. Muitos desses processos atingem tanto os ambientes naturais quanto os ambientes urbanos, podendo ter seus impactos reduzidos ou intensificados pela própria atividade humana. Prevenção, preparação, resposta e recuperação são etapas das diversas ações realizadas pelo Sistema Estadual de Proteção e Defesa Civil com o objetivo de reduzir os impactos provocados por essas ameaças.

 

O objetivo deste encontro proposto pelo Instituto Geológico e pela Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil do Estado de São Paulo é apresentar as principais ameaças naturais presentes no meio ambiente urbano e como é conduzido o enfrentamento a elas. Políticas públicas, a ação Institucional constante do Estado e a participação da população serão abordadas.

Apresentação: Eduardo de Andrade – Especialista Ambiental (IG/SIMA) e Ten PM Tiago Luiz Lourençon (CEPDEC/Casa Militar Proteção e Defesa Civil)

 

04/06 – Meio Ambiente Urbano, a Identificação e Gestão de Riscos Geológicos

 

Diversas são as ameaças naturais a que as populações humanas estão expostas. O objetivo deste encontro, que será promovido por técnicos do Instituto Geológico que atuam diretamente em ações de prevenção e de resposta a desastres naturais, é apresentar as principais ameaças naturais existentes em ambientes urbanos. De forma mais detalhada, discorrer sobre os processos de deslizamentos de terra em encostas naturais e em encostas ocupadas, assim como sobre a dinâmica das enchentes e das inundações. 

Apresentação: Eduardo de Andrade – Especialista Ambiental, Rogério Rodrigues Ribeiro – Pesquisador Científico (IG/SIMA)

 

05/06 – Meio Ambiente e Gestão Comunitária de Riscos

 

O processo histórico de ocupação territorial urbana muitas vezes resultou no assentamento informal de populações com elevado grau de vulnerabilidade socioeconômica em locais inadequados, por serem sujeitos a processos naturais perigosos como os deslizamentos de terra e as inundações. O objetivo deste encontro, que será realizado por técnicos do Instituto Geológico que atuam diretamente em ações de prevenção, de resposta a desastres naturais, é apresentar alguns mecanismos e experiências práticas de Gestão Comunitária de Riscos.

 

Esses trabalhos podem ser construídos de forma participativa, incorporados pelas comunidades e pelos governos locais. Os riscos existentes podem ser reduzidos através da ampliação do diálogo com o Poder Público, do desenvolvimento da percepção dos riscos, da capacitação na identificação e no monitoramento das ameaças, além da proposição e aplicação de pequenas medidas estruturais (obras) pela própria comunidade.7

Apresentação: Paulo César Fernandes da Silva, Pedro Carignato Basílio Leal, Cristina Boggi da Silva Rafaeli (IG/SIMA)

 

Leia também: Programa Nascentes bate em área recuperada 

CIDADES RELACIONADAS

São Paulo - SP

12°
min

22°
max

0mm / 0%

FASES DA LUA

  • Nova
    20/07
  • Crescente
    28/06
  • Cheia
    05/07
  • Minguante
    12/07

ESTAÇÕES DO ANO

  • Inverno
    20/06
  • Primavera
    22/09
  • Verão
    21/12