ALERTA

1 notificações

Inverno de 2020 com a característica seca no centro-sul do BR

19/06/2020 às 19:01
por Angela Ruiz

Atualizado 19/06/2020 às 19:07

Oferecimento
A secura do ar se torna um fator ainda mais preocupante neste inverno. Ouça também o podcast nos destaques desta notícia

O inverno 2020 começa oficialmente em 20 de junho, às 18h44 e vai até 22 de setembro, às 10h31 (hora de Brasília. É importante fazer a referência porque temos fusos horários no país. O Inverno de 2020 será de característica seca acentuada e com poucos eventos de frio que irão realmente chamar a atenção da população no centro-sul do Brasil.

 

A secura do ar se torna um fator ainda mais preocupante neste inverno com a pandemia de coronavírus. A falta de chuva prolongada será sentida em praticamente todo o país, inclusive na Região Sul. O ar mais empoeirado será será um fator de risco maior para as pessoas que já têm problemas respiratórios, mas também para as outras pessoas.

 

Durante o inverno de 2020 teremos de 10 a 15 frentes frias avançando até o Brasil, mas poucas vão conseguir esfriar o interior do país e provocar alguma chuva. A maior chance de termos alguma chuva e frio intenso em São Paulo é em julho. Os demais episódios de frio do inverno, não devem causar frio intenso como esperado para julho, comenta a meteorologista Josélia Pegorim.

 

Foto: Angela Ruiz - São Paulo - SP  

 

Temperatura

 

Ainda segundo Pegorim, as menores temperaturas esperadas para a cidade de São Paulo neste inverno devem ficar entre 5°C e 7°C e a maior chance de termos valores desta ordem é no mês de julho. É neste mês também que há chance de geada na Grande São Paulo. Nas demais áreas paulistas, a chance maior da ocorrência do fenômeno é no sul do estado. 

 

Durante o inverno de 2020, as fortes correntes de ventos, entre 10 km e 15 km de altitude, que fazem o papel de “porteiras” para a entrada das massas de ar frio vindas da Antártica, vão ficar, em média, em uma posição abaixo da posição Climatológica normal para a estação, explica a meteorologista.

 

A maior parte das massas polares que avançarem até o Brasil vão atuar com força sobre o Rio Grande do Sul, Santa Catarina e o sul do Paraná chegando enfraquecido ao Sudeste do país. Várias destas massas polares vão passar pelo Sul do Brasil, mas não vão conseguir avançar para o Centro-Oeste e até o norte de Minas Gerais.

 

Veja abaixo os comentários dos meteorologistas Filipe Pungirum e Josélia Pegorim no Podcast:

 

 

Leia também: Como será o Inverno no Sudeste?

CIDADES RELACIONADAS

São Paulo - SP

16°
min

22°
max

6mm / 90%

Brasília - DF

17°
min

27°
max

10mm / 90%