Tem chuva de meteoros no céu até o fim da semana

12/08/2020 às 12:55
por Redação

Atualizado 12/08/2020 às 12:56

Oferecimento
A bela chuva de meteoros Perseidas poderá ser vista até 14 de agosto em várias Regiões do BR. Saiba a previsão do tempo e da quantidade de meteoros

por Josélia Pegorim e Marcos Calil

 

Muito gente está querendo um pouco de chuva para aliviar a secura do ar. Uma frente fria já está espalhando a chuva pelo Sul do Brasil, mas o tempo muito seco ainda vai predominar sobre o país até o fim desta semana. É justamente a secura do ar que vai permitir que a maior parte do Brasil aprecie um tipo de chuva que não cai das nuvens: é a chuva de meteoros! Até o fim da semana, a chuva de meteoros Perseidas poderá ser apreciada.

 

Confira a seguir todas as explicações sobre quando, onde e a que horas olhar para o céu e, claro, as previsão do tempo para saber se as nuvens vão deixar você curtir o espetáculo no céu.

 

A bela Perseidas

Considerada por vários órgãos como sendo uma das maiores chuvas de meteoros do ano, em 2020, a Lua não irá atrapalhar a observação da cuva de meteoros Perseidas. 

 

A previsão da taxa horária zenital dessa chuva é de, aproximadamente, 100 meteoros a cada uma hora. O máximo dessa chuva irá ocorrer entre 12 e 13 de agosto. Porém, as observações são bem vindas entre as madrugadas de 11 e 14 de agosto, onde o fim da observação irá ocorrer em 24 de agosto.

 

Condições de observação

Para o ano de 2020, durante a melhor madrugada de observação, ou seja, em 13 de agosto de 2020, a Lua estará com cerca de 32% do seu disco iluminado, localizada na constelação de Touro, relativamente afastada da constelação de Perseu, local onde irá ocorrer essa bela chuva de meteoros.

 

De maneira geral, podemos afirmar que para esse ano a Lua não irá atrapalhar a contemplação dessa chuva, portanto vale observar essa chuva de meteoros cerca de três dias antes ou depois da madrugada de 13 de agosto.

 

Previsão do tempo

Nas madrugadas de 12, 13 e 14 de agosto, o céu estará com pouca ou ate nenhuma nebulosidade em algumas horas, na maioria das áreas das Regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste do Brasil. Assim, será possível apreciar a chuva de meteoros Perseidas em quase todas as áreas destas Regiões, porém, é preciso está longe do excesso de luzes das cidades.

 

No leste do Nordeste, toda a faixa próxima ao litoral desde Natal até o sul da Bahia, terá algumas horas com muitas nuvens e até pancadas de chuva. A observação vai exigir paciência.

 

No Acre, no centro, oeste e norte do Amazonas, em Roraima e no Amapá, a grande quantidade de nuvens e pancadas de chuva que podem ocorrer à noite vão atrapalhar a observação da chuva de meteoros nas madrugadas até o dia 14 de agosto, sexta-feira.

 

Para os 13 e 14 também tem previsão de muitas nuvens e chuva para o sul e oeste de Mato Grosso do Sul, áreas próximas da fronteira com o Paraguai.

 

Praticamente todo o Sudeste terá poucas nuvens até a noite de 14 de agosto. Porém, no litoral de São Paulo, a nebulosidade vai aumentar bastante na sexta-feira, dia 14, 

 

Na Região Sul, a chance de observação da chuva de meteoros Perseidas será muito difícil de ser apreciada por causa da posição astronômica e também da grande quantidade de nuvens e chuva que ficará sobre a Região, por causa de uma frente fria.

 

 

Origem da chuva de meteoros Perseidas

Proveniente do cometa Swift-Tuttle, observado em 1862, sua órbita foi calculada para um período de 120 anos. A grande expectativa de observar esse cometa, em 1982, acabou sendo frustrada e, somente, em setembro de 1992 ele foi observado. O motivo da não observação de 1982 ocorreu pela falta de precisão dos cálculos da época. Em 1992, quando então ele passou deixou novos fragmentos e, assim, na época tivemos uma chuva com mais de 400 meteoros a cada uma hora.

 

Quem poderá observar?

A constelação do Perseu é uma constelação boreal, sendo assim, localizada no lado norte do céu e por essa razão, mais fácil de ser apreciada no Hemisfério Norte.

 

Sendo assim, os moradores das Regiões Norte e Nordeste do Brasil poderão apreciar melhor esse espetáculo.  Mas isto não vai impedir os demais observadores do Brasil de tentar contemplar esse espetáculo no céu.

 

Os observadores que estiverem nas Regiões Norte e Nordeste do Brasil serão premiados com essa chuva de meteoros, pois nessas Regiões teremos os melhores locais de contemplação.

 

Para os moradores da Região Sul do Brasil, a chuva estará localizada muito próxima da linha do horizonte norte o que poderá diminuir e até impedir a observação de vários meteoros. Essa queda expressiva da quantidade de meteoros é explicada pela localização do radiante da chuva.

 

 

Para os demais observadores localizados nas regiões Centro Oeste e Sudeste, vale a dica de procurar um horizonte norte livre da interferência de prédios, árvores ou montanhas.

 

Podcast O Clima entre Nós: O tempo para observar o céu, com o professor Marcos Calil

 

Para onde olhar para o céu para  ver a chuva de meteoros?

Para localizar a constelação do Perseu, entre 12 e 13 de agosto, procure os pontos cardeais norte e nordeste. Por volta das 3 horas da manhã, acompanhe a trajetória aparente das estrelas dessa região. A figura abaixo demonstra a região da chuva de meteoros Perseidas para São Paulo, às 5 horas da manhã, do dia 13 de agosto de 2020, quinta-feira. 

 

 

 

Localização da Chuva Perseidas para São Paulo, em 13/8/2020 às 5 horas

 

Para as demais regiões ao sul de São Paulo a distância entre o radiante da chuva e a linha do horizonte diminui, prejudicando a contemplação dos meteoros. Para as regiões ao norte de São Paulo a distância entre o radiante e a linha do horizonte aumenta, favorecendo a observação.

 

Sendo assim, os moradores localizados nas regiões Nordeste e Norte do Brasil serão favorecidos e terão um belo espetáculo após às 4 horas da manhã, quando a constelação do Perseu estará alta no céu. Porém, apesar das 4 horas da manhã ser o melhor horário, vale antecipar a observação para às 2 horas da manhã (aproximadamente) e contemplar diversos meteoros nessa região do céu.

 

Quando e que horas olhar para o céu para ver a chuva de meteoros?

Outra forma de encontrar a constelação do Perseu é procurar a brilhante estrela Capella e acompanhar seu movimento aparente durante a noite. Ao norte dessa estrela teremos o radiante da chuva de meteoros Perseidas.

 

Na madrugada de 13 de agosto, para a cidade de Natal essa estrela nasce à 01h31min. Para Fortaleza, nasce às 01:35, enquanto, para a cidade de São Paulo, às 03:39 e para Florianópolis às 04:10.



Como observar?

Lembre-se da dica de procurar um horizonte norte livre da interferência de objetos como prédios, montanhas e árvores. Além disso, a pedida para essa e as demais chuvas de meteoros é contemplá-las longe das luzes das cidades. Você terá a oportunidade de contemplar mais meteoros se comparado quando observado nas grandes cidades.

 

Telescópios e binóculos não devem ser usados, pois as observações de chuvas meteoros devem ser realizadas a olho nu.

 

Outra dica é acompanhar o programa dessa semana no canal do YouTube do professor Marcos Calil (https://youtu.be/D9dVcCV59Xo). No programa desta semana, ele explica como observar esse e muitos outros fenômenos que irão ocorrer até o dia 18 de agosto, como o exemplo da aproximação da Lua com o planeta Vênus e que poderá ser observado a olho nu no amanhecer de 15 de agosto.

 

Bons céus para todos nós!

Prof. Marcos Calil

CIDADES RELACIONADAS

Florianópolis - SC

17°
min

29°
max

0mm / 0%

São Paulo - SP

14°
min

32°
max

0mm / 0%

FASES DA LUA

  • Nova
    17/09
  • Crescente
    23/09
  • Cheia
    02/09
  • Minguante
    10/09

ESTAÇÕES DO ANO

  • Primavera
    22/09
  • Verão
    21/12