Frio aumenta em São Paulo e em Belo Horizonte

24/08/2020 às 23:33
por Redação

Oferecimento
As duas capitais podem ter recorde de frio até a quarta-feira

São Paulo e Belo Horizonte ainda terão madrugadas geladas até a quarta-feira e podem bater o recorde de frio para este ano mais de uma vez.

 

Pela medição do INMET - Instituto Nacional de Meteorologia - o recorde atual de frio em 2020 para São Paulo é de 8,2°C e ocorreu no dia 22 de agosto. Para Belo Horizonte, o recorde atual de menor temperatura em 2020 é de 10,3°C, em 27 de maio.

 

A semana segue com sol forte e ar seco em Belo Horizonte e em São Paulo, sem condições para chuva. Mesmo com muito sol desde cedo, as tardes ainda serão com temperaturas amenas até a quarta-feira. O ar começa a esquentar na quinta-feira, 27 de agosto, com o maior afastamento do ar frio de origem polar. A semana termina com sensação de calor.

 

 

Foto de Vanessa Gehm, Belo Horizonte (MG)

 

 

Frio de subsidência

A forte massa de ar frio de origem polar que gelou o Brasil nos últimos dias já foi o oceano, mas seus efeitos ainda são sentidos na Região Sudeste. Embora com menos força,  ar frio ainda está presente no interior do Sudeste mantém a noite fria. Mas o resfriamento noturno é acentuado pela subsidência do ar.



A subsidência é um movimento natural do ar, de cima para baixo, e acontece sempre quando uma sistema de alta pressão atmosférica está sobre uma região. Isto deixa o ar mais seco e reduz a formação de nuvens. É a falta de nebulosidade durante a noite que faz com que o resfriamento noturno seja mais acentuada.

 

 

Entenda o que é a subsidência

 

 

 

Perda radiativa na noite com poucas nuvens

 

 

CIDADES RELACIONADAS

São Paulo - SP

12°
min

19°
max

1mm / 0%

Belo Horizonte - MG

13°
min

26°
max

0mm / 0%