Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Furacão Iota ganha força na América Central

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

2 min de leitura

Segundo informações divulgadas pelo Centro Nacional de Furacões (NHC/NOAA) o furacão Iota deve se intensificar e alcançar a categoria 4 na escala Saffir-Simpson, quando se aproxima da costa da América Central nesta segunda-feira, 16 de novembro. A escala varia de 1 a 5 e a intensidade dos ventos sustentada pelo sistema pode variar de 209 a 251 km/h, quando um furacão alcança a intensidade 4.


NOAA

Previsão do sistema, segundo o NHC

Estão previstos ventos fortes de potencial catastrófico, com tempestades que podem causar volumes elevados de chuva e que trazem risco à vida entre o nordeste da costa de Nicarágua e leste de Honduras.

 

Em Providência nesta noite de domingo (15) e na segunda-feira (16) há risco de tempestades de chuva forte e volumosa, com ventos fortes e raios, devido às condições de furacão. Condições de Tempestade Tropical, que podem provocar chuva forte e volumosa, bem como os furacões, também estão previstas também para esta noite em San Andreas.


Até a quinta-feira (19), os acumulados de chuva causados por Iota devem causar inundações de caráter rápido (em curtos períodos de tempo) e elevação dos níveis dos rios entre o norte da Colômbia e a América Central. Inundações e deslizamentos de terra em Honduras e Nicarágua podem se agravar devido aos recentes efeitos causados pelo último furacão Eta, resultando em impactos também catastróficos.

Participação dos usuários

Últimas notícias

Recomendados para você

+ mais notícias