Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Surigae foi rebaixado para tempestade tropical

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

Foto: https://rammb-slider.cira.colostate.edu/

3 min de leitura

Surigae, que foi classificado como um Super Tufão nos últimos dias, com ventos máximos acima dos 250km/h (o equivalente a um furacão de categoria 5 na escala Saffir-Simpson) e causando muitos transtornos e até registro de mortes nas Filipinas, começou a perder força desde a quarta-feira (21) e nesta sexta-feira (23) já foi rebaixado para uma Tempestade Tropical, movendo-se para leste, sustentando ventos máximos de 111km/h.

 

Fonte: https://rammb-slider.cira.colostate.edu/ - imagem de satélite mostra Surigae

 

O sistema já está bem distante da costa nordeste das Filipinas e também da costa sudeste de Taiwan, não trazendo mais perigos quanto à vendavais e chuva forte nestas áreas. A agitação marítima também diminuiu.

 

Nos próximos dias, o sistema deve continuar movendo-se para leste, perdendo mais força conforme avança em direção à águas gradualmente mais frias, chegando a sustentar ventos máximos de 83km/h no dia 24 à noite, muito longe de qualquer área habitada.

 

suriage

Fonte: wunderground.com - mapa mostra a trajetória de Surigae em 23/04/2021

 

No dia 25, no entanto, o sistema começa a mover-se para nordeste e ganha um pouco de intensidade, mas ainda sob categoria de Tempestade Tropical.

 

Tempestade tropical Jobo

 

A Tempestade Tropical Jobo surgiu na quarta-feira (21) no oeste do Oceano Índico, um pouco afastado da costa da Tanzânia e também do norte da Ilha de Madagascar como uma Tempestade Tropical. Nesta sexta-feira, 23 de Abril, ainda mantém sua categoria, sustentando ventos máximos de 74km/h, movendo-se para noroeste, cada vez mais próximo da costa da Tanzânia. 

 

image (9)

FONTE:  wunderground.com - Mapa mostra a trajetória de Jobo em 23/04/2021 

 

Até o domingo (25), o sistema deve tocar o solo do país, no entanto já chega bem mais fraco, rebaixado à categoria de Depressão Tropical e com ventos máximos de apenas 46km/h. No entanto, até lá fica a atenção quanto à agitação marítima no litoral do país, além de ventos moderados à fortes e acumulados de chuva que podem ser significativos.

 

Colaborou neste texto: Carlos Medeiros Ineu Júnior - meteorologista 

 

Veja também: Frio na semana que vem

 

 

 

 

 

 

+ mais notícias