Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Alemanha recalcula seu território com precisão milimétrica

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

7 min de leitura

A extensão do território da Alemanha está sendo mensurada ao longo de cinco semanas, por um total de 35 equipes de medição dos departamentos estaduais de topografia e do Departamento Federal de Cartografia e Geodésia (BKG), em Frankfurt.

Munidos de equipamentos de última geração, os técnicos vão verificar 250 marcos de medição durante 24 horas por dia e sete dias por semana, em diversos pontos da Alemanha, de segunda-feira (07/06) até 15 de julho.

 

Como funciona a medição?

 

Os marcos foram instalados logo abaixo da superfície terrestre e medidos em 2008, na primeira operação do gênero no país. Nas próximas semanas, as equipes de medição os trarão novamente à superfície e os equiparão com antenas de alta tecnologia por 24 horas. Em seguida, verificarão sua altura e posição exatas.

 

Para garantir a maior precisão possível, os especialistas usam vários sistemas de navegação por satélite: o sistema de posicionamento global americano GPS; o menos conhecido sistema russo Glonass; e, diferentemente da primeira medição, também o sistema europeu de navegação por satélite Galileo, que em 2008 ainda estava em construção.

 

As antenas gravam a cada segundo os sinais dos satélites, tendo registrado, portanto, qualquer alteração nos últimos 13 anos. Os dados são complementados com os sinais do serviço de posicionamento por satélite SAPOS, operado pelos estados alemães.

 

O que acontece com os dados?

 

Quando as equipes de inspeção terminarem a primeira parte das análises, os marcos de medição voltam para debaixo da terra. Aí os dados coletados serão avaliados por computadores de alto desempenho do BKG e do governo do estado da Baixa Saxônia, em cálculos que durarão vários dias.

 

A quantidade de dados é tão grande, que os especialistas podem determinar até alterações de um milímetro no posicionamento dos marcos, tomando o centro da Terra como o ponto de referência para todas as coordenadas de latitude, longitude e altitude.

 

Com uma área de 357.386 km2, a Alemanha ocupa a 62ª posição entre 194 países do mundo. Em comparação, a maior nação em termos de área é a Rússia, que se estende por 17,1 milhões km2, da Europa à Ásia. Em segundo e terceiro lugares estão, respectivamente, Canadá (9,9 milhões km2) e EUA (9,8 milhões km2). O Brasil ocupa o 5º lugar, com 8,5 milhões km2.

 

Qual é o motivo da nova medição?

 

As novas medidas não alterarão muito as estatísticas oficiais. No entanto os dados obtidos servirão de base para uma série de tarefas.

 

Há anos, especialistas supõem que a Alemanha esteja abaixando em direção à costa, no norte, e se elevando nas montanhas. As medições poderiam comprovar tais mudanças, e os novos dados ser usados ​​diretamente, por exemplo, para proteção costeira.

 

Com relação às águas continentais, como rios e lagos, os novos dados podem ser de grande ajuda na proteção contra enchentes. A construção de rodovias, ferrovias e minas também se beneficiará dessa atualização cartográfica.

 

Os dados são igualmente necessários para determinar um local seguro para um depósito de lixo nuclear, pois só entram em cogitação regiões em que as camadas terrestres se desloquem minimamente.

 

As medições também são de particular interesse no que diz respeito aos meios de transporte do futuro, especialmente para a direção autônoma (veículos e sistemas de transporte que se locomovem até seu destino sem intervenção de um motorista humano). Quanto mais precisos os dados de que dispõem os veículos, menos propensos a erros serão, e mais seguro o seu deslocamento.

 

Qual é a diferença em relação às medições anteriores?

 

As primeiras medições da Alemanha datam já do século 19, mas o que levava décadas no passado, agora pode ser alcançado num prazo significativamente mais curtos e com precisão muito maior, graças aos satélites.

 

Outra diferença é que no passado as técnicas de medição eram definidas exclusivamente para o próprio território, uma transição para os países vizinhos era difícil e exigia um esforço matemático grande.

 

Também devido à tecnologia dos satélites, hoje é possível usar um sistema de coordenadas traçadas a partir do centro da Terra. Assim, pode-se estabelecer coordenadas uniformes para a Europa e o mundo, e integrar facilmente os levantamentos cartográficos de todos os países.

Logo Deutsche Welle Deutsche Welle

+ mais notícias