Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

ODS 5: a igualdade de gênero é transversal à toda a Agenda 2030

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

4 min de leitura

por Larissa Magalhães/O Mundo que Queremos


A igualdade de gênero é a base para a construção de um mundo mais livre de preconceitos, discriminação e sustentável, pois o alcance da igualdade tem efeitos sobre diversos temas fundamentais para o desenvolvimento da humanidade, seja a área da educação, saúde, trabalho, e de combate a violência. Segundo a plataforma Gênero e Clima, do Observatório do Clima, as mulheres contribuem para frear os avanços das mudanças climáticas, mesmo em muitas situações de escassez e crise, e promovem ações para melhorar condições de vida. 


A luta das mulheres para que  direitos e oportunidades sejam concedidos a todas as pessoas, independente do gênero, já existe há muito tempo, mas ganhou força nas últimas décadas. Apesar de muitos avanços terem sido conquistados ao longo do tempo, como o direito das mulheres ao voto em eleições políticas, a igualdade ainda não é uma realidade no mundo. É por isso que "Alcançar igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas” é o quinto Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU. 


Dados da última edição do estudo Estatísticas de gênero: indicadores sociais das mulheres no Brasil, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontam que enquanto 73,7% dos homens brasileiros com 15 anos ou mais estavam inseridos do mercado de trabalho em 2019, enquanto apenas 54,5% das mulheres com 15 anos ou mais estavam no mercado. Além disso, a diferença salarial entre os gêneros também foi evidenciada no estudo. Em 2019, as mulheres receberam em torno de 77,7% do total recebido pelos homens. Apesar da diferença salarial, a desigualdade não pode ser atribuída à educação, pois os dados apontam que as mulheres brasileiras são, em média, mais instruídas do que os homens. 


O Mapa de Negócios de Impacto Socioambiental, levantamento da Pipe.Social e outras organizações que acompanha a evolução de negócios de impacto positivo do Brasil, ressalta que a diversidade é um tema chave na análise sociodemográfica de empreendedores.

 

Apesar das mulheres estarem presentes em 67% dos negócios mapeadas no levantamento de 2021, elas recebem menos suporte para aceleração dos empreendimentos e menos investimentos.

 

Mas o mercado de trabalho não é o único cenário que precisa ser transformado para a igualdade de gênero ser alcançada. O ODS 5 também reforça que esforços são necessários em temas como: combate à exploração sexual e a violência contra mulheres; a divisão desigual do cuidado não remunerado e o trabalho doméstico.

 

A quebra dessas e de tantas outras barreiras econômicas e sociais, ligadas à discriminação e repressão de gênero, vai permitir que todas as pessoas do mundo possam realizar o pleno exercício de suas capacidades e ver crescer suas qualidades, contribuindo, assim, para promover um desenvolvimento sustentável que garanta bem-estar e cuidado com as pessoas e com o planeta.

 

O que são os ODS?

 

Os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, os ODS, fazem parte do plano de ação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, definida em 2015, durante uma reunião de líderes mundiais na sede da ONU, em Nova York. Os ODS são tarefas válidas para todo o mundo, com objetivos comuns para fazer do planeta um lugar mais justo e sustentável. Aqui a gente explica melhor e conta quais são eles.

 

 

+ mais notícias