Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

ONU comemora Dia Mundial do Algodão pela primeira vez

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

Foto: iStock

4 min de leitura

 Foto: iStock

 

  

Este 7 de outubro de 2021 marca a primeira comemoração do Dia Mundial do Algodão. A data foi aprovada em agosto passado na Assembleia Geral em reconhecimento à importância da cultura para o alcance da Agenda 2030. 

 

Como parte das comemorações, a Organização Mundial do Comércio, OMC, preparou um evento online para debater o cenário e o potencial da cadeia de valor da commodity no desenvolvimento econômico e redução de pobreza.

 

 

Ambiente 


Em entrevista à ONU News, o presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão, Abrapa, Júlio Busato, reforçou o papel econômico e social da cotonicultura.  

 

“Esse ano, nós produzimos 2,3 milhões de toneladas de algodão e 700 mil toneladas vão abastecer a indústria têxtil brasileiras, que são quase 30 mil empresas e empregam 1,5 milhão de pessoas”. 

 

O algodão ocupa 2,1% das terras aráveis do mundo, mas atende a 27% das necessidades têxteis mundiais. De acordo com Busato, 60% da produção é de segunda safra, otimizando o uso do solo. 

 

“O agricultor planta soja, colhe rapidamente, e depois faz uma safra de algodão. Isso é uma otimização enorme do uso do solo sem irrigação. 92% do algodão brasileiro é plantado em área de sequeiro”. 

 

 

Os Quatro do Algodão 


De acordo com a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, o Brasil é o segundo maior exportador e quarto maior produtor de algodão.

  

O país produz cerca de 2,5 milhões de toneladas e comercializa aproximadamente metade desse valor para outros países. A quantidade deixa a exportação brasileira apenas atrás dos Estados Unidos.

 

Quatro produtores de algodão foram percursores da celebração deste dia 7 de outubro: Benim, Burkina Faso, Chade e Mali. A aliança, conhecida como os Quatro do Algodão, fez a proposta de celebração à OMC. Estes países estão na lista dos principais produtores e exportadores.

 

Segundo a ONU, além da importância nessas nações, a commodity também é responsável pela renda de mais de 28 milhões de produtores em 75 países em cinco continentes. Com os setores associados, a cultura garante o sustento de 100 milhões de famílias em todo o mundo. 

 

 

 Curiosidades 


De acordo com dados da ONU, o algodão é uma cultura com boa adaptação à seca, por possuir um sistema de raízes profundas ideal para Climas áridos. Chuvas sazonais em pontos críticos do crescimento da planta seriam suficientes para produzir um alto rendimento. 


Quase nada de algodão é desperdiçado. O produto é usado em têxteis, ração animal, óleos comestíveis, cosméticos ou combustível, entre outros usos. 


Uma única tonelada de algodão fornece emprego durante todo o ano para cinco pessoas em média, muitas vezes em algumas das regiões mais pobres. 


Filamentos à base de algodão são adequados para impressoras 3D porque conduzem bem o calor, ficam mais forte quando molhados e são mais escaláveis do que materiais como madeira. 

 

+ mais notícias