Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Furacão Pamela toca o solo mexicano

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

Furacão Pamela - cat.1

3 min de leitura

Foto: Furacão Pamela - categoria 1

 

No último final de semana, uma tempestade tropical se formou na costa leste do Pacífico Nordeste, próximo à costa do México, ganhou intensidade ontem (12) e foi classificada com furacão "Pamela" de Categoria 1.

 

escala-saffir-simpson-furacoes

 

O furacão estava com ventos de até 150 km/h quando tocou o solo mexicano nesta quarta-feira 13 de outubro ocasionando chuvas fortes e temporais em Sinaloa, próximo ao município de San Ignacio.

 

O sistema segue nas próximas horas com ventos em torno dos 120 km/h, ainda como furacão categoria 1. Chuvas torrenciais e rajadas fortes de vento também sobre o estado do Baixa Califórnia Sur, Ilhas Marias, Nayarit e caminha em direção a Durango até o final desta quarta-feira (13).

 

A previsão é de chuva forte pelos próximos 3 dias com acumulados entre 150 e 220 mm e rajadas de vento entre 154 e 177 km/h.

 

Pamela segue atuando no México como furacão categoria 1 com ventos fortíssimos, rajadas entre 119 e 153 km/h até a noite e quinta-feira (14) pela manhã.


Conforme o furacão atua no continente, começa a perder intensidade. Voltará a ser Depressão Tropical antes de chegar no Texas, na quinta-feira (14), com ventos inferiores a 63 km/h. sobre o estado americano, previsão de chuvas fortes e inindações repentinas. 

 

Saiba o que é um ciclone tropical, subtropical e extratropical

 

Segundo o Serviço Meteorológico Nacional (SMN) do México “as chuvas provocadas podem causar deslizamentos de terra, aumento do nível dos rios e inundações em áreas baixas”.

  

Este ano, no oceano Pacífico já se formaram os ciclones Andrés, Blanca, Carlos, Dolores, Enrique, Felicia, Guillermo, Hilda, Ignacio, Jimena, Kevin, Linda, Marty, Nora, Olaf e Pamela. Sendo que Pamela e Dolores tocaram o solo mexicano, este último fez três óbitos. 

 

 

Foto - Furacão Pamela - Fonte: NOAA

 

 

Veja também:  COP-15: conferência global discute a proteção da biodiversidade

+ mais notícias