Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

PERIGO: Sul do Brasil terá tempo severo nesta sexta-feira

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

3 min de leitura

O Sul do Brasil fica em situação de perigo para chuva muito volumosa ao longo desta sexta-feira (15). As fortes áreas de instabilidade que irão avançar pela Região estão associadas ao deslocamento de um sistema de baixa pressão atmosférica que se formará no Paraguai. Além disso, o avanço de uma frente fria e a circulação dos ventos em vários níveis da atmosfera também contribuem para a formação de nuvens muito carregadas.

 

A chuva mais intensa e volumosa, que pode vir em forma de granizo e tem alto potencial para transtornos, é esperada especialmente para o centro-oeste do Paraná e de Santa Catarina e em áreas do norte e noroeste gaúcho, inclusive nas regiões de São Luiz Gonzaga, Chapecó, Foz do Iguaçu e Campo Mourão. Nessas localidades, as rajadas de vento mais intensas podem chegar a 100km/h.

 

Os temporais também serão persistentes em praticamente todas as outras áreas do Sul do Brasil, com exceção das áreas do Rio Grande do Sul próximas à fronteira com o Uruguai, onde só deve chover fraco. Todas as outras áreas da Região, inclusive as capitais Porto Alegre, Florianópolis e Curitiba, ficam em alerta para tempestades, com raios e fortes rajadas de vento.

 

Confira abaixo o volume de chuva previsto para o Sul do Brasil nesta sexta-feira (15).

 

chuva acumulada

 

Leia também: Tempo severo na Região Sul do Brasil

 

Fim de semana de alerta

 

No fim de semana, as condições para chuva continuam muito altas especialmente no Paraná e em Santa Catarina, que permanecem em alerta para temporais. No entanto, as áreas de instabilidade mais intensas irão perder força no Rio Grande do Sul, com previsão de pouca chuva apenas na Grande Porto Alegre e nas áreas de serra. Inclusive, durante o domingo (17), o avanço de uma massa de ar frio de origem polar deve provocar geada na região de Bagé.

 

Fique de olho no site da Climatempo para novas atualizações.

+ mais notícias