Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Frente fria se afasta de SP e sol volta no fim de semana

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

Foto: São Paulo (SP), por Marcelo Pinheiro

5 min de leitura

Foto: São Paulo (SP), por Marcelo Pinheiro

 

A frente fria que virou o tempo novamente provocou chuva forte em várias regiões do estado de São Paulo, incluindo a Grande São Paulo. Até por volta das 21 horas da sexta-feira, os maiores volumes de chuva deixados por esta frente fria foram observados na região da capital paulista e da serra da Mantiqueira. A cidade de São Paulo registrou a chuva mais intensa em 24 horas deste ano. A queda da temperatura também foi efeito desta frente fria. O sol reaparece na Grande São Paulo no fim de semana, mas o friozinho ainda será sentido.

 


Frente fria se afasta

 

As condições para chuva sobre o estado de São Paulo diminuem muito no fim de semana com o afastamento da frente fria. O ar frio de origem polar que veio com a frente fria fica sobre o estado e mantém a temperatura amena.


O sol volta a predominar no fim de semana. No sábado, 20, o interior paulista já tem bastante sol e só há previsão de pancadas de chuva para a Mantiqueira e para a região de Franca. O litoral tem dia nublado e com chuva. Na Grande São Paulo, no Vale do Paraíba e no Vale do Ribeira, o sábado ainda fica nublado, com friozinho e chance de garoa.


Para o domingo, 21 de novembro, a previsão já é de sol para todo o estado de São Paulo, apenas com muitas nuvens no leste do estado, onde estão a região de capital e o litoral


Sol e tempo seco predominam em SP na segunda e na terça-feira, com temperatura em rápida elevação

 

Capital paulista tem chuva mais intensa desde junho de 2020

 

A chuva forte que caiu sobre São Paulo entre os dias 18 e 19 de novembro salvou a capital paulista de ter um novembro muito seco. Até então, em 18 dias, o Instituto Nacional de Meteorologia havia contabilizado apenas 24,2 mm. Entre 9 horas do dia 18 e 9 horas do dia 19 de novembro de 2021 choveu 51,2 mm, pela medição automática feita no Mirante de Santana, na zona norte da capital. 

 

A chuva que caiu entre 18 e 19 de novembro de 2021, 51,2 mm, foi a maior chuva em 24 horas sobre a cidade de São Paulo no ano de 2021, até agora, registrada oficialmente pelo Inmet. Foi também o maior volume acumulado em 24 horas no Mirante de Santana desde junho de 2020, quando choveu 89,6 mm entre os dias 26 e 27 daquele mês.

 

Os dias com maiores volumes de chuva em 2021, até então, haviam ocorrido em janeiro, mas todos com menos de 50 mm. Entre os dias 1 e 2 de janeiro choveu 49,4 mm, entre 12 e 13, 44,4 mm e entre 15 e 16 de janeiro de 2021 choveu 41,4 mm, conforme o Inmet.

 

O total acumulado desde o início de novembro saltou para 75,4 mm, que correspondem a 55% da média Climatológica para novembro que é de 137,0 mm, pelos cálculos do Inmet para o período de 1981 a 2010.


Na zona sul da cidade de São Paulo, o volume de chuva provocado pela passagem da frente fria foi maior do que na zona norte. A estação meteorológica de Interlagos registrou 72,2 mm entre 9 horas do dia 18 e 9 horas do dia 19 de  novembro de 2021.

 

Três histórias que fazem o mundo melhor

 

Muita chuva na Mantiqueira

 

A região da serra da Mantiqueira foi uma das áreas onde mais choveu com a passagem da nova frente fria sobre São Paulo. Confira alguns volumes de chuva registrados pelo Instituto nacional de meteorologia e pelo Cemaden - Centro Nacional de Monitoramento e Desastres Naturais - entre aproximadamente 20 horas do dia 18 e 20 horas de 19 de novembro de 2021.


Santo Antônio do Pinhal: 105,6 mm

Pedra Bela: 101,2 mm

Pinhalzinho: 96,4 mm

Lindóia: 88,2 mm

Campos do Jordão: 84,2 mm

 

Como a tecnologia 5G pode ajudar a meteorologia?

+ mais notícias