Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Estudo destaca a importância da vacinação de crianças

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

3 min de leitura

Foto: Produtora Pickles

 

Em contrapartida aos movimentos antivacinas, um estudo internacional publicado na revista britânica Lancet destacou a importância da imunização para salvar a vida de milhões de crianças.¹


A pesquisa avaliou a vacinação de crianças em 98 países de renda média ou baixa, e concluiu que a mortalidade infantil seria 45% maior sem a aplicação de vacinas para 10 patógenos relacionados: hepatite B, Haemophilus influenzae tipo B, papilomavírus humano (HPV), encefalite japonesa, sarampo, meningite meningocócica, Streptococcus pneumoniae, rotavírus, rubéola e febre amarela.¹


Os cientistas também avaliaram que, entre 2000 e 2019, a vacinação salvou a vida de 37 milhões de pessoas. Além disso, a estimativa é de que mais de 120 milhões de mortes sejam evitadas na próxima década, se as campanhas de vacinação continuarem.¹


Estudos desmentem boatos


Em 2019, uma grande pesquisa realizada na Dinamarca e publicada na revista especializada "Annals of Internal Medicine" mostrou que a tríplice viral não aumenta o risco de autismo, nem desencadeia o transtorno em crianças suscetíveis a ele. O estudo acompanhou mais de 657 mil crianças, nascidas na Dinamarca entre os anos de 1999 até 2010.2

 

É de extrema importância que pais e responsáveis se mantenham atentos às pesquisas divulgadas por fontes seguras e com comprovação científica. Apesar dos esforços e da preocupação com a vacinação contra a COVID-19, a vacinação contra outras doenças não deve ser esquecida.3 Portanto, mesmo com a pandemia, lembre-se da importância de manter a caderneta de vacinação dos seus filhos em dia.

 


Referências bibliográficas


1) Li X, Mukandavire C, Cucunubá ZM et al. Estimating the health impact of vaccination against ten pathogens in 98 low-income and middle-income countries from 2000 to 2030: a modelling study. Lancet. 2021;397(10272):398-408.


2) Hviid A, Hansen JV, Frisch M et al. Measles, mumps, rubella vaccination and autism: a nationwide cohot study. Ann Intern Med. 2019;170(8):513-20.


3) Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS). Pandemia de COVID-19 leva a grande retrocesso na vacinação infantil, mostram novos dados da OMS e UNICEF. Disponível em: https://www.paho.org/pt/noticias/15-7-2021-pandemia-covid-19-leva-grande-retrocesso-na-vacinacao-infantil-mostram-novos. Acessado em 19 de julho 2021.

 

Este material informativo não substitui a conversa com um médico, pois apenas esse
profissional poderá orientá-lo(a) sobre a prevenção de doenças e o uso adequado de
medicamentos. Não tome nenhum medicamento sem ter recebido orientação médica.


Copyright © 2021 Merck Sharp & Dohme Corp., uma subsidiária de Merck & Co., Inc.,
Kenilworth, NJ, EUA. Todos os direitos reservados.


BR-HPV-00328 PRODUZIDO EM AGOSTO/2021 VÁLIDO POR 2 ANOS

 

+ mais notícias