Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Chuva em SP: quase o volume de 1 mês em 4 dias

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

Foto: São Paulo (SP), por Marcelo Pinheiro

4 min de leitura

Foto: iStock


A chuvarada que caiu sobre o estado de São Paulo, desde o fim da semana passada, resultou em dezenas de mortes, enchentes, rios de lama invadindo cidades, enormes crateras interrompendo estradas e, mais uma vez, muitas cenas tristes de grandes deslizamentos.


A chuva do último fim de semana de janeiro de 2022 foi especialmente volumosa e caiu também sobre áreas que já haviam sofrido vários temporais desde o início do mês. Em várias regiões do estado, o total de chuva acumulado entre a noite do dia 26 e a noite de 30 de janeiro de 2022 foi quase o volume médio mensal histórico. Isto significa dizer que em 4 dias choveu quase todo o volume de água normal para todo o mês de janeiro. 

 

Previsão

Ainda há previsão de muitas áreas de instabilidade sobre São Paulo na segunda-feira, 31 de janeiro e todo o estado está sujeito a chuva volumosa, que poderá causar mais transtornos.

 

As áreas de chuva tendem a enfraquecer no decorrer desta terça-feira, 1 de fevereiro, mas o risco de deslizamentos permanece elevado mesmo com a diminuição da chuva, porque o solo está encharcado.


ZCAS

A mudança no tempo começou a ocorrer na quinta-feira, 26 de janeiro, com a aproximação de uma frente fria, mas que no fim de semana completou a organização de um novo evento da ZCAS  - Zona de Convergência do Atlântico Sul. 

 

Volumes de chuva

Com a atuação da ZCAS sobre São Paulo, muitas áreas do estado receberam grandes volumes de chuva em poucos dias. Apenas entre os dias 29 e 30 de janeiro choveu de 80 mm a 170 mm em diversas áreas do centro e leste do estado. O acumulado de 4 dias (de 26 a 30 de janeiro) ficou muito próximo (ou até superou) da média histórica de chuva, que varia de 250 mm a 300 mm para a maioria das áreas do estado de São Paulo, considerando cálculos do Instituto Nacional de Meteorologia para o período de 1981 a 2010.

 

Na cidade de São Paulo, pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia, choveu 308 mm no Mirante de Santana, na zona norte da capita paulista, de 1 a 30 de janeiro de 2022, mas quase metade deste volume (144,2 mm) ocorreu entre os dias 26 e 30 de janeiro. A média de chuva para janeiro é de 288,2 mm.

 

Entre 9 horas do dia 29 e 9 horas do dia 30 de janeiro de 2022 choveu 66,4 mm no Mirante de Santana (medição automática) e foi o maior volume de chuva, neste período de 24 horas, desde junho de 2020, quando choveu 89,6 mm entre os dias 26 e 27 de junho daquele ano.

 

O mapa mostra a média histórica (climatologia) de precipitação para janeiro no Brasil, com destaque para o estado de São Paulo.

 

 

Média histórica de precipitação para janeiro em SP

 


A tabela mostra alguns volumes de precipitação sobre o estado de São Paulo acumulados no período entre 20 horas do dia 26 a 20 horas de 30 de janeiro de 2022, de acordo com a medição do Cemaden - Centro Nacional de Monitoramento e Desastres Naturais.

 

 

Volume de chuva em algumas áreas de SP entre 26 e 30 de janeiro de 2022

 

+ mais notícias