Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

ONU diz que 600 mil devem ser afetados em Madagascar por ciclone

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

Foto: enchente em Antananarivo, capital de Madagascar, após passagem da tempestade tropical Ana, em 26/1/2022

3 min de leitura

Foto: enchente em Antananarivo, capital de Madagascar, após passagem da tempestade tropical Ana, em 26/1/2022 (Unicef)

 

 

Madagascar já tem mais de 132 mil pessoas impactadas pelas fortes chuvas e cheias de janeiro em 12 regiões. ONU diz que a costa leste do país será atingida pelo ciclone Batsirai, no sábado pela manhã, horário local; Moçambique, Malauí e Madagascar já foram afetados pela tempestade Ana, no mês passado.

 

Um novo ciclone deve passar por Madagascar neste sábado, 4 de fevereiro, afetando o litoral leste do país. No mês passado, em menos de duas semanas, duas tempestades tropicais atingiram Madagascar levando o governo a declarar estado de alerta, em 27 de janeiro.

 

A capital Antananarivo e outras regiões foram gravemente castigadas pelas fortes chuvas e cheias. E existe a expectativa de que o ciclone Batsirai também atinja Moçambique, no Oceano Índico.

 

 

Ciclone tropical Batsirai se aproxima de Madagascar em 2/2/2022

 


Desastre


Até esta quarta-feira, o número de pessoas impactadas pelas chuvas era de 132 mil em 12 regiões. Pelo menos, 15 mil malgaxes ficaram desalojados em 68 sítios da região de Analamanga.

 

A Agência Nacional de Gerenciamento de Risco de Desastre afirma que 600 mil pessoas podem ser atingidas pelo novo ciclone neste sábado, deixando 150 mil deslocados pelos deslizamentos de terra e enchentes do ciclone Batsirai.

 

O Programa Mundial de Alimentos, PMA, está apoiando o governo de Madagascar na resposta à tempestade tropical com assistência financeira levando tendas, medicamentos, alimentos e kits de higiene e limpeza.

 

A agência da ONU também está dando assistência tecnológica com telefones smart e carregadores. O PMA entregou folhas de madeira para a construção de abrigos e depósitos temporários.

 


Biscoitos energéticos


A agência está movimentando assistência rápida a 10 mil pessoas e 2 mil lares para os próximos 10 dias. O PMA informou que está tentando licitar um estoque de biscoitos de alta eficiência energética como parte do pacote de assistência para as pessoas afetadas na capital de Madagascar.

 

Além disso, a agência deve entregar assistência financeira para os moradores ajudando na recuperação de campos de arroz danificados pela tempestade Ana. Nesta segunda-feira, o Serviço Aéreo Humanitário da ONU planeja sobrevoar as áreas afetadas incluindo a capital Antananarivo.

 

O PMA alocou US$ 1 milhão para assistir 13,5 mil lares nesta estação de furacões de fevereiro a abril deste ano.

 

Fonte: ONU News

+ mais notícias