Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Santa Catarina comemora produtividade do feijão no estado

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

6 min de leitura

Dados do 6º Levantamento da Safra 2021/22, da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), indicam uma boa produtividade para a cultura do feijão no estado de Santa Catarina.

 

O estudo informa que para o feijão-preto a colheita segue em andamento, com 92% das áreas já colhidas. O produto é considerado de boa qualidade, apesar de apresentar grãos miúdos e as precipitações registradas nos últimos dias podem afetar o restante da colheita.  

 

Já o feijão-preto 2ª safra se encontra com áreas de plantio já consolidadas e 100% delas em estágio de desenvolvimento vegetativo. Houve acréscimo significativo na área plantada, visando diminuir prejuízos causados pela estiagem nos cultivos antecessores.

 

Chuva

 

As chuvas dos últimos dias, apesar de esparsas, foram essenciais para o bom desenvolvimento das plantas e manutenção das expectativas de produtividade.

 

feijão_carioca_ajustado

Foto: Istock 

 

Feijão-carioca

 

Possui cerca de 24% das áreas colhidas, 32% em maturação e 44% em enchimento de grãos. A condição das lavouras é considerada boa. Neste caso, as chuvas dos últimos dias são decisivas para o enchimento de grãos e manutenção da produtividade.

 

Já o feijão-carioca 2ª safra se encontra com áreas de plantio já consolidadas no estado e 100% em estágio de desenvolvimento vegetativo. Também houve acréscimo volumoso na área plantada, visando diminuir prejuízos causados pela estiagem nos cultivos antecessores e as chuvas dos últimos dias, apesar de esparsas, foram essenciais para o bom desenvolvimento das plantas e manutenção das expectativas de produtividade.

 

Tendência do Clima 

 

De acordo com o agrometeorologista, Celso Oliveira, há uma expectativa de chuva intensa no fim de semana em parte de São Paulo, por causa da passagem de uma frente fria. Essa situação do tempo poderá dificultar os trabalhos de embarque no Porto de Santos e provoca uma situação de alerta para deslizamentos de encostas nas rodovias que levam em direção ao Porto. 

 

Destaque para a queda acentuada de temperatura, mínima pode cair para 9ºC na região de Quaraí (RS), e a temperatura máxima também despenca no Sul e em parte da região Sudeste, marcando o início do Outono com temperaturas baixas na capital paulista, no sul de Minas Gerais e faixa leste da Região Sul.

 

Pesquise aqui digitando o nome da sua cidade como fica a temperatura

 

Essa chuva não vai alcançar o interior paulista, apenas a divisa com o Paraná, alerta Oliveira. 

A tendência é de diminuição da umidade do solo no estado de São Paulo. Além da passagem da frente fria no fim de semana no Sul e faixa litorânea de São Paulo um outro sistema (baixa pressão )passando entre terça (22) e quarta (23), e as condições serão favoráveis para chuva forte no oeste do Rio Grande do Sul, Argentina e Uruguai. 

 

Para a costa leste e norte do Nordeste boa parte da Região Norte há previsão de bastante chuva. No Vale do São Francisco, entre Minas Gerais e Bahia, o predomínio é de tempo seco e umidade do solo baixa na divisa deste dois estados, o que aponta um déficit hídrico para as áreas de milho e algodão. 

 

De 24 a 30 de março, a frente fria que provoca chuva no Rio Grande do Sul avança em direção do Paraná, Mato Grosso do Sul e Paraguai e pode chover de forma intensa, valores superiores a 200 milímetros, segundo os modelos de previsão. 

 

Essa chuva pode paralisar os trabalhos de campo, mas não deixa de ser importante para manter a umidade do solo alta por um período mais prolongado no Paraná.

 

No decorrer de Abril, a chuva volta a acontecer no centro norte do Brasil e poderemos observar chuvas mais espaçadas no Sul. Por enquanto, não há previsão de chuva intensa para Minas Gerais, Espírito Santo e Bahia, embora volte a chover no início de Abril.

 

Como monitorar uma safra e monitorar sua fazenda?

 

Otimizar o plantio, ficar de olho no Clima para avançar com os trabalhos no campo e observar o desenvolvimento da cultura para evitar perdas são algumas das decisões que você produtor rural precisa tomar durante a safra. 

 

AgroclimaPRO é um serviço de tecnologia da Climatempo que utiliza o conhecimento meteorológico. Com ele você pode acessar o histórico de dados de Clima para sua fazenda e pode detectar áreas com menor vigor vegetativo. Além disso, você fica sabendo como será a demanda hídrica da sua lavoura nos próximos 15 dias e ainda consegue identificar os melhores dias e horários para realizar as pulverizações. 

 

Faça parte da maior comunidade AGRO! O canal oficial da Climatempo no Telegram fornece conteúdos diários e exclusivos sobre o Clima e previsão para a agricultura. Quero fazer parte!

         

 

 

 

   

 

   

+ mais notícias