Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Meteorologia e turismo: uma união que vai além do planejamento

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

5 min de leitura


Viagem à vista, passagens compradas. Será que é somente na hora de preparar as malas que as pessoas se perguntam como ficará o tempo no destino? Aliás, será que a meteorologia e o turismo só se encontram nesta situação, servindo para o viajante adicionar as vestimentas adequadas ao Clima na sua bagagem? A resposta é: não! A Climatempo mostra três formas de conectar a previsão do tempo com o planejamento estratégico do turismo na sua região. Confira!

 

GettyImages-1006010172

Foto: Getty Images


1) Explore o clima e as curiosidades meteorológicas do seu ponto turístico


É fundamental conhecer a fundo as particularidades de tempo e clima para os pontos turísticos da sua região ao longo do ano. Desta forma, além de fornecer ao viajante a informação da melhor época para usufruir do destino, é possível planejar quais serão os investimentos logísticos, estruturais ou de marketing de uma forma mais adequada.


Afinal, podem não existir, para muitas pessoas, motivos para conhecer uma cidade onde neva frequentemente em pleno verão. Porém, se um festival com interesse popular for alocado para o período de baixa temporada, o fluxo de pessoas aumentará. Será que a sua região tem potencial para explorar este mercado?


2) Aposte em monitoramento meteorológico de curto prazo para grandes eventos


O planejamento e concretização de grandes eventos culturais ao ar livre é uma operação que implica em longos e exaustivos meses e com contatos entre centenas de pessoas, tanto somente na esfera pública como com parcerias do setor privado.


Uma vez colocado em execução, as pessoas que irão prestigiar o evento vão movimentar a economia da cidade e serão porta vozes do sucesso do evento – ou do fracasso. Este exaustivo processo pode se tornar uma verdadeira dor de cabeça para o responsável pelo evento, se este tiver que ser cancelado de uma hora para outra por uma simples tempestade com raios.


Desta forma, a chave para isso é contar com um monitoramento meteorológico de curto prazo, ou nowcasting, focado exclusivamente para o evento. Não é possível, é claro, mudar a previsão do tempo de chuva para sol num festival com público de 10 mil pessoas - mas saber quando e como isto vai acontecer pode mitigar os prejuízos. Este monitoramento pode avisar se uma forte célula de chuva estiver se aproximando do local, ou do perigo iminente de descargas elétricas atmosféricas, de forma que o público possa abrigar-se com segurança.


3) Conheça os impactos de desastres climáticos que normalmente afetam a sua área


De uma forma ou de outra sempre há impactos de diferentes desastres climáticos e ambientais em locais de destino turístico – alguns com mais impactos, outros com menos. Assim, ter o mapeamento das consequências mais frequentes em relação aos fenômenos meteorológicos é primordial para atuar com outras pastas, quando um destes eventos ocorrer.


Como exemplo, não há razão em protocolar um plano de prevenção de desastres relacionados a tornados em uma região brasileira que nunca registrou o fenômeno. Nem é preciso que o desastre climático esteja associado a fenômenos particularmente violentos, como furacões, que impedem voos e podem destruir ilhas paradisíacas inteiras em questão de dias.


Para focar em algo muito comum no nosso país: se a região de veraneio tem certa dificuldade em reposição hídrica após alguns verões secos e quentes, isso pode afetar negativamente o planejamento das pessoas em conhecer ou retornar para este destino, reduzindo o interesse do viajante e também o fluxo de pessoas naquela área.

 

 

Gostou da matéria?

A Climatempo também pode ajudar o turismo do seu estado ou município com produtos e serviços exclusivos. Além do turismo, o setor público pode contar com nossa expertise em áreas como Planejamento, Saneamento, Urbanismo, Defesa Civil, Recursos Hídricos, Sustentabilidade e mais. Saiba como ser parceiro da maior empresa de Meteorologia da América Latina em Climatempo: Projetos Governamentais!

+ mais notícias