Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Chuva diminui no Sul do Brasil com afastamento de ciclone

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

6 min de leitura

O ciclone extratropical que se formou sobre a Região Sul do Brasil está agora no oceano, próximo ao litoral do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. O processo de formação de ciclone causou chuva extremamente volumosa em áreas destes estados deixou milhares de pessoas desabrigadas ou desalojadas e causou mortes. Em muitos locais, em apenas 48 horas ou 72 horas choveu mais do que o dobro do normal para todo mês de maio.

 

Com  deslocamento do ciclone extratropical para o mar, e a entrada do ar seco de origem polar sobre a Região Sul, a nebulosidade  já se dissipou quase que por completo e a chuva diminuiu muito. 

 

Veja a diferença nas imagens de satélite

 

Madrugada de 5 de maio

 

SUL-ciclone extra 5-5-2022

A nebulosidade aparece em tons de verde, azul e amarelo

 

Durante o dia 4 de maio

 

ciclone extra 4-5-2022

A nebulosidade aparece em tons de verde, azul e amarelo

 

Por volta das 23 horas da quarta-feira praticamente não chovia mais sobre o Rio Grande do Sul. Algumas áreas na região metropolitana de Porto Alegre tinham apenas chuviscos e muita nebulosidade. Em Santa Catarina também já se percebia uma grande diminuição do volume e da frequência da chuva.

 

Volumes de chuva em SC acima de 200 mm em  96 horas (4 dias)

(acumulados aproximados do Cemaden)

 

Volume de chuva em 96h em SC - 5/5/2022

 

 

Volume de chuva no RS em 96 horas - 5/5/2022


Previsão para quinta-feira - 5 de maio


Nesta quinta-feira, 5 de maio, o sol já estará predominando em praticamente todas as áreas da Região Sul do Brasil. Há previsão de chuva fraca a moderada para áreas serranas do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina e para o litoral norte gaúcho, mas que deve ir parando no decorrer do dia. 


Ainda chove na região do litoral sul de Santa Catarina e na Grande Florianópolis, e infelizmente há risco de chuva forte. Porém, este risco diminui no decorrer do dia e previsão é de que não esteja mais chovendo à noite.


A região do Vale do Itajaí, do Planalto Norte catarinense, da  Grande Curitiba e do litoral do Paraná, e também o centro e leste do Rio Grande do Sul, incluindo a região de Porto Alegre, ainda podem ter muitas nuvens na manhã desta quinta-feira, mas com a presença do sol e não há expectativa de chuva. A nebulosidade tende a diminuir no decorrer da tarde.

 

Foto: Florianópolis (SC), por Gilber da Silva


Rajadas de vento

 

Rajadas de vento moderadas a fortes ainda poderão ocorrer no sul e no litoral de Santa Catarina. As rajadas mais intensas devem alcançar no máximo 70 km por hora. 

 

Ressaca

 

O mar continua muito agitado na costa da Região Sul do Brasil devido aos fortes ventos originados pelo ciclone extratropical.


Para esta quinta-feira, ainda há alerta de ressaca no litoral do Rio Grande do Sul, a partir de Mostardas, de Santa Catarina e do Paraná, com ondas entre 2,5 e 3 metros.

 


Ar frio predomina nos próximos dias

 

O ar frio de origem polar se espalha sobre a Região Sul do Brasil e vai predominar nos próximos dias. Na sexta-feira e durante o fim de semana as madrugadas serão mais frias.


Mesmo com frio à noite ao amanhecer, o predomínio de sol durante a sexta-feira e no fim de semana vai deixar as temperaturas agradáveis na maior parte do dia.


Geada

As regiões de maior altitude como a serra do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, os planaltos catarinenses e o sul do Paraná podem amanhecer com geada na sexta-feira. Com temperaturas entre 0 e 5 graus.

 

É possível que em regiões acima de 1.000 metros nas serras gaúcha e catarinense ocorra alguma temperatura negativa. 

 

A geada nessas regiões deve ser de fraca a moderada intensidade e não vai representar nenhuma ameaça para a agricultura.


Durante o fim de semana do Dia das Mães, embora as madrugadas ainda sejam frias, só há previsão de alguma geada, de pouca extensão, para as regiões mais elevadas das serras do Rio Grande do Sul  e de Santa Catarina 

 

Depois de muita chuva nos últimos dias, os estados da Região Sul ficarão com tempo seco e predomínio de sol pelo menos até a próxima segunda-feira. 

 


Umidade do ar baixa

 

A população deve ficar atenta para queda dos níveis de umidade no ar nos próximos dias. A presença do ar frio de origem polar reduz a temperatura e também deixa o ar seco. Níveis de umidade do ar em torno dos 30% poderão ser observados especialmente durante o fim-de-semana em várias áreas do interior dos estados da Região Sul.

+ mais notícias