Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Onda de calor atinge os Estados Unidos

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

3 min de leitura

Foto: Gettyimages

Enquanto o Brasil passa por uma intensa onda de frio, no Hemisfério Norte, antes mesmo do verão chegar, o calorão já vem à tona e moradores do norte do México e sudoeste dos Estados Unidos se deparam com máximas na casa dos 40°C. 


Os Serviços Nacionais de Meteorologia Americanos, como o de Phoenix e Sacramento alertam para uma intensa onda de calor que começa neste final de semana e se estende, pelo menos, até o final da semana que vem. 


Os estados do Texas, Novo México, Nevada, Califórnia e Arizona sentem mais essas temperaturas. O calor será extremo e escaldante, uma área de alta pressão atmosférica se concentra entre estes estados e o norte do México e sendo uma área árida, as temperaturas disparam.


Há previsão de recordes de calor nestes estados, com possibilidade de maiores máximas do século, de acordo com o Serviço Nacional de Meteorologia de San Antonio. Las Vegas também se prepara para os  41°C de máxima na tarde deste domingo (12) e 42°C na próxima quinta-feira (16). Mesmo durante às noites, as temperaturas pouco diminuem, e ficam em torno dos 30°C. Vale salientar que essas altíssimas temperaturas estão combinadas também com uma grande área seca e desértica. A falta de umidade em solo e ausência de vegetação, não ajudam na evapotranspiração e evaporação, o que refrescaria o ar. 

 

AMN_tmax_2

Imagem 1: Calor extremo com máximas de 40°C no Texas e entre Califórnia, Nevada e Arizona. 

 

Os Serviços de Meteorologia Nacional (dos Estados Unidos), alertam a população quanto aos riscos de uma onda de calor, já que é um risco mortal. Crianças e idosos são os que mais sofrem com esses extremos de temperatura. Casos de insolação, problemas de circulação e desidratação são recorrentes. Dentre as recomendações, muita hidratação, uso de filtro solar, chapéu, boné, e não se expor diretamente ao sol nem praticar atividades ao ar livre nas horas mais quentes do dia. 

+ mais notícias