Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Intensa onda de calor provoca recordes históricos na Europa

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

4 min de leitura

 

Depois do maio mais quente do século e o segundo mais seco da série histórica na Espanha, a Europa enfrenta uma forte onda de calor desde o final da primavera, onde muitos recordes foram batidos.

 

Nos últimos dias, na França, houve registro de recorde absoluto de maior temperatura em Biarritz. A temperatura chegou aos 42,9°C no dia 18 de junho de 2022, sendo que, até o momento, o recorde era de 40,6°C, registrados no dia 4 de agosto de 2003.

 

O recorde nacional de maior temperatura na França em junho segue a de 46,0°C em Vérargues, em 28 de junho de 2019.

 

Nice, França _ Carina Gama

Nice,França por Carine Gama

 

Na Alemanha, segundo dados do Serviço Meteorológico Alemão(DWD), a estação Cottbus também registrou um novo recorde de maior temperatura. O termômetro marcou 39,2°C no dia 19 de junho de 2022, sendo a maior temperatura máxima desde seus registros, ou seja, desde 1888.Este valor superou os 38,9°C registrados em 29 de julho de 1921.

 

verão _ alemanha

Foto: Carine Gama - Alemanha

 

Na Espanha, a maior temperatura da história para um mês de junho aconteceu em 27 de junho de 1965, com 45,2°C, em Sevilha. Neste ano, em 18 de junho de 2022, fez 39,7°C em Donostia (San Sebastián), sendo a maior temperatura absoluta nesta cidade, desde seus registros(1928), de acordo com a Agência Estatal de Meteorología (AEMET).

 

MAdrid_Carine Gama

Madrid, Espanha por Carina Gama

 

No Iraque, em 20 de junho de 2022, houve registro de 51,6°C de temperatura máxima em Basrah-Hussen. Este valor se aproxima do recorde mensal para junho no país, e uma das mais altas temperaturas de um pré-verão do Hemisfério Norte. 

 

No Irã, em 20 de junho de 2022 foi registrado 52,2°C de temperatura máxima em Abadan, Irã. O valor ficou próximo do recorde mensal nacional. Esse valor também é uma das maiores temperaturas máximas de 2022 no mundo, até o momento.

 

De acordo com a Organização Meteorológica Mundial(WMO, singla em inglês): A maior máxima da história na região VI Europa (incluindo Oriente Médio/Gronelândia) ainda é de 54°C em 21 de junho de 1942 em Tirat Tsvi (Tirat Zevi) Israel.

 

Entenda

A onda de calor que começou durante a primavera se deve a um bloqueio atmosférico, nos altos níveis da atmosfera, próximo ao oeste da Europa, além do fluxo de calor que vem de sudoeste, nos níveis superiores, e  massas de ar seco vindas de áreas desérticas.

 

Tendência

Neste início de verão, as temperaturas diminuíram um pouco, por causa da passagem de uma frente fria associada a uma baixa pressão. Voltou a chover e o calor aliviou em relação ao da semana passada, mas o destaque é que vai esquentar mais uma vez. Ondas de calor ainda deve acontecer na Europa nas próximas semanas, pois na região o verão ainda está começando. Julho costuma ser um dos meses mais quentes do período.

 

+ mais notícias