Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

2022 foi o sexto ano mais quente do globo terrestre

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

16 min de leitura

Oferecido por

 

2022 foi o sexto ano mais quente desde 1880, com 0,86°C acima da sua média (que é 13,9°C). Sendo que o maior valor ainda segue os 0,99°C acima da média em 2016. Vale salientar que entre os 10 anos mais quentes da sua história, 9 anos ocorreram só entre 2014 e 2022, de acordo com os dados da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA).

 

Apesar de 2022 ser um ano do fenômeno La Niña, como ocorreu em 2021, esses dois anos ficaram entre os 5 mais quentes no globo terrestre desde 1880.

 

A temperatura ficou acima da média anual sobre a Europa, a Ásia e o norte e o sudoeste do Oceano Pacífico.

 

map-blended-mntp-202201-202212

Anomalia da temperatura de janeiro à dezembro de 2022 em todo o globo terrestre (terra e oceano). Fonte:NOAA.

 

Além disso, de maneira geral, em 2022 o Hemisfério Sul foi o sétimo mais quente, com uma média de 0,61°C acima da sua média do século 20.

 

 

Captura de tela de 2023-01-18 08-06-10

Anomalia anual das temperaturas do Hemisfério Sul, de 1880 à 2022. Fonte:NOAA.

 

 

extremes-202213

Destaque dos eventos de 2022 no Planeta Terra. Fonte: NOAA.

América do Norte registrou o décimo quinto ano mais quente da história

 

Na América do Norte a temperatura de 2022 ficou 0,91°C acima da sua média (de 1910 à 2000) e empatou com os anos de 2011 e 2019 como sendo o décimo quinto mais quente da história. 10 entre os 12 meses do ano tiveram temperaturas acima da sua média.

 

amn2

Anomalia anual das temperaturas da América do Norte, de 1910 à 2022. Fonte:NOAA.

 

Ressalta-se que os meses de agosto a setembro foram os mais quentes da sua história na região. Sendo o mês de Setembro de 2022 o mais quente de 2022 na América do Norte, com 2,02°C acima da média, e em contrapartida, fevereiro ficou com apenas 0,42°C abaixo da sua média.

 

Nos Estados Unidos a temperatura média de 2022 ficou com uma média de 11,8°C (53,4°F), sendo 1,4°F acima da média do século 20, sendo assim o terceiro mais quente em 128 anos.

 

usa

Anomalia anual das temperaturas dos Estados Unidos, de 1895 à 2022. Fonte:NOAA.

 

A maior parte dos Estados Unidos teve temperaturas acima da sua média em 2022. Como na Flórida e "Rhode Island" sendo os quinto mais quentes, enquanto Massachusetts foi o sexto mais quente em 128 anos.

 

statewidetavgrank-202201-202212

Média das temperaturas por estado dos Estados Unidos em 2022.Fonte:NOAA.

 

O que ocorreu com mais detalhes nos Estados Unidos

 

- Onda de calor na Planícies do Sul que durou de abril até o verão, o que deixou o Texas como sendo o mais quente de abril à julho que já se foi registrado, além de ser o quarto mais seco da sua história. 

- Onda de calor no oeste dos Estados Unidos na primeira semana de setembro causou recordes históricos. Em 09 de setembro de 2022, foram em torno de 1000 recordes quebrados.

- Em outubro de 2022 houve registro de onda de calor para entrar na história, com relatos de recordes históricos diários em 16 de outubro de 2022 pelo noroeste do Pacífico. Em Seattle, WA, houve quebra de recordes de ata temperatura, com -8,8°C (16°F); EM Portland, OR, estabeleceu recordes em sete dias em outubro, atingindo pelo menos 26,7°C (80°F) em 12 dias, dobrando o recorde de outubro.

  

Os Estados Unidos no ano de 2022 ficou com temperaturas máxima acima da média de 18,7°C (65,7°F), de 1,7°F, sendo o 14° mais quente da sua história.a temperatura mínima média ficou em 5,0°C (41,1°F), com 1,1°F acima da média, sendo a terceira maior mínima anual desde seus registros.

   

monthlysigeventsmap-annual2022

Destaque dos eventos de 2022 nos Estados Unidos. Fonte: NOAA.

 

O Canadá relatou o terceiro verão mais quente em 2022, apenas 2012 e 1998 ficaram na frente deste ano.
O Caribe registrou o nono ano mais quente em 2022.

 

 

América do Sul registou o décimo ano mais quente em 2022

 

A América do Sul registrou na média 0,89°C acima da sua média, sendo o décimo ano mais quente desde seus registros, em 1990. Além de ser o 46° ano consecutivo com temperaturas acima da média.

 

sa1

Anomalia anual das temperaturas na América do Sul, de 1910 à 2022. Fonte:NOAA.

 

Desde 2012 a América do Sul registrou 9 entre os 10 anos mais quentes da sua história. E os meses de janeiro e julho de 2022 ficaram perto do recorde mensal. Sendo o mês de julho o mais quente, com 1,66°C acima da média, enquanto maio ficou apenas com 0,27°C acima da média.

 

Durante janeiro de 2022 houve uma forte onda de calor na Argentina, sendo a terceira onda de calor no país, durante seu verão. De acordo com o Serviço Meteorológico Nacional da Argentina, foram 21 dias seguidos de temperaturas extremas, a começar por 06 de janeiro. Houve mais de 75 novos recordes de temperaturas máximas e mínimas. Em Buenos Aires registrou no dia 15 de janeiro de 2022 uma temperatura mínima mais alta desde seus registros em 1906, com 30°C.

 

Já no Uruguai, em 14 de janeiro de 2022, a temperatura máxima chegou aos 44°C, igualando com o recorde de maior máxima para janeiro, em 1943.

 

A Argentina como um todo registrou o novembro mais quente desde seus registros, em 1961. Com uma temperatura de 1,8°C acima da sua média, de 1981-2010.

 

Europa apresentou o ano de 2022 como o segundo mais quente da sua história


A Europa teve seus meses de 2022 acima das suas Climatologias. Como fevereiro de 2022 sendo o mês mais quente deste ano, com 3,12°C acima da sua média. Apesar disso, fevereiro de 2022 foi o sétimo mais quente para um mês de fevereiro; mas em Agosto e Outubro foram os mais quentes desde seus registros. Porém, em setembro de 2022 ficou com apenas 0,8°C acima da média.

 

O ano de 2022 como um todo ficou como sendo o segundo mais quente da Europa, atrás apenas de 2020 com 0,23°C de diferença; Ficando com 2,15°C acima da média em 2020 e 1,92°C acima da média em 2022.

 

Captura de tela de 2023-01-18 08-47-30

Anomalia anual das temperaturas na Europa,de 1910 à 2022. Fonte:NOAA.

 

Pelo 26° ano seguido as temperaturas ficam acima da média, sendo 10 dos mais quentes registrados desde 2007.

 

O Reino Unido (Reino Unido) teve 2022 como o mais quente desde que os registros nacionais, que começaram em 1884. A temperatura anual do Reino Unido ficou na média na casa dos 10,0°C, sendo 0,1°C maior do que o recorde anterior estabelecido em 2014.


De acordo com o Met Office do Reino Unido, os 10 anos mais quentes na região aconteceram desde 2003.


No Reino Unido, a temperatura máxima chegou aos 40,3°C em Coningsby, Lincolnshire, durante o mês de julho - marcando a primeira vez na história nacional temperaturas máximas de 40,0°C ou mais no Reino Unido.


A temperatura anual da Irlanda em 2022 ficou na média de 10,8°C, tornando-a a temperatura anual mais alta do país desde 1900. O ano de 2022 também foi o 12º ano consecutivo da Irlanda com temperaturas acima da média.


A Espanha também teve 2022 como sendo o ano mais quente em 62 anos de registro do país, com uma temperatura média anual de 15,3°C, ficando 1,6°C acima da sua média. De acordo com a Agência Estatal de Meteorologia da Espanha, o ano de 2022 marcou pela primeira vez uma temperatura anual acima dos 15,0°C, na sua média.

 

A França marcou 2022 como o ano mais quente em 123 anos. De acordo com a Meteo France, 8 dos 10 anos mais quentes da França ocorreram desde 2011.

 

A Holanda teve seu terceiro ano mais quente já registrado. 

 

Com uma diferença de temperatura de 1,0°C acima da média, a temperatura da Áustria em 2022 empatou com 2019 como o terceiro ano mais quente da sua história, ou seja em 255 anos pelo país. Apenas os anos de 2014 e 2018 foram mais quentes para o país.

 

Uma onda de calor afetou a Península e as Ilhas Baleares entre 11 e 18 de junho e, de acordo com a Agencia Estatal de Meteorologia da Espanha, esta foi uma das ondas de calor mais precoces (ou mais cedo) registradas, igualando com o recorde estabelecido em junho de 1981.

 

África foi a décima mais quente dos últimos 113 anos

 

África teve uma temperatura anual de 1,01°C acima da sua média em 2022, sendo a décima mais alta em 113 anos. Apesar de estar acima da média, 2022 ficou sendo a temperatura mais baixa desde 2014. Entretanto, 2022 foi o 46° ano seguido com temperaturas acima da média na África.

 

africa

 Anomalia anual das temperaturas na África,de 1910 à 2022. Fonte:NOAA.

 

Os 10 anos mais quentes da África foram registrados desde 2005.


Em resumo: Os meses de 2022 ficam acima da média na África, com destaque para os meses de abril de junho, setembro, outubro e dezembro, como sendo os 10 mais quentes em seus respectivos meses. Dezembro foi o mais quente, com 1,5°C e janeiro com 0,6°C acima da sua média.

 

Ásia registrou 2022 como o segundo mais quente da sua história

 

A Ásia registrou em 2022 seu segundo ano mais quente da sua história, com 1,8°C acima da sua média. Sendo 0,26°C menor que o recorde de 2020. 2022 também foi o 35° ano seguido com temperaturas acima da média. Os 10 anos mais quentes da Ásia ocorreram desde 2007.

 

Captura de tela de 2023-01-18 09-22-04

 Anomalia anual das temperaturas na Ásia, de 1910 à 2022. Fonte:NOAA.

 

 

A atuação de uma área de alta pressão parada na região ajudou a trazer uma massa de ar quente nas áreas do sul da Ásia entre Abril e Maio. Nesse período, a Índia e o Paquistão chegaram a registrar mais de 40°C durante esse período, com recordes estabelecidos. O dia mais quente no Paquistão foi em 30 de abril de 2022, com 49°C em Jacobabad (Sindh), sendo recorde de maior máxima da sua história. Além de 29,4°C de temperatura mínima no aeroporto de Karachi no dia 30 de abril de 2022,sendo a maior mínima da sua história.

 

Já em Delhi, a capital da Índia registrou uma temperatura máxima mensal de 40,2°C, sendo a segunda maior temperatura máxima de abril em Delhi em 72 anos.
Paquistão com 4,05°C acima da sua média em abril em 2022, ficou sendo a mais quente para abril.


Japão também teve relatos de onda de calor, no meio da sua estação chuvosa, sendo a pior onda de calor em julho, desde 1875.

 

Em Isesaki, localizada em Gunma, no Japão, teve uma temperatura máxima de 40,1°C em 25 de junho de 2022 - um novo recorde nacional de temperatura máxima para junho. Isso também marcou a primeira vez que o Japão teve uma temperatura máxima de 40,0°C (104,0°F) em junho e foi apenas 1,0°C, na média, abaixo do que é o recorde histórico, de todos os tempos, de 41,1°C.

 

Oceania com temperaturas acima da média em 2022 


A Oceania teve uma média de temperatura anual, de 2022, de 0,73°C acima da média - sendo a 14ª maior temperatura em 113 anos. Além de 9 dos 10 anos mais quentes da Oceania terem ocorrido desde 2005.

 

oceania

 Anomalia anual das temperaturas na Oceania, de 1910 à 2022. Fonte:NOAA.

 

Todos os meses, de janeiro a outubro, tiveram temperaturas acima da média, com os meses de janeiro, março e abril que estavam entre os 10 mais quentes, da história, em seus respectivos meses.


O mês com a maior temperatura média no ano foi abril, com 1,62°C acima da sua climatologia, enquanto novembro teve a menor média de temperatura em 2022, com 0,60°C abaixo da média. Novembro foi o único mês em 2022 que teve temperatura abaixo da média e foi classificado como o 20º novembro mais frio já registrado na Oceania.


- A Austrália registrou uma temperatura anual em 2022 de 0,50°C a mais da sua média (1961-1990). Este valor empatou como o 22º ano mais quente da Austrália desde 1910.

 

A Austrália, como um todo, teve uma temperatura acima da média em junho. Durante o início do mês, as temperaturas ficaram entre 1,0°C e 4,0°C acima da média na região norte, com vários locais estabelecendo recordes diários de temperatura máxima para o mês. Como em Bradshaw (Território do Norte) teve uma temperatura máxima de 37,8°C em 5 de junho - empatando como a segunda temperatura máxima mais quente para junho na Austrália e foi apenas 0,1°C abaixo do recorde nacional estabelecido em 7 de junho de 2016.

 

Enquanto isso, a Ilha McCluer estabeleceu um novo recorde para a temperatura mínima mais alta do Território do Norte, com 28,1°C. Esta também foi a sexta temperatura mínima de junho mais alta para a Austrália. Em Nova Gales do Sul foi a única região australiana a experimentar temperaturas abaixo da média em junho e teve suas temperaturas máximas mais baixas em junho desde 2007.

 


Antártida com recordes de calor em março de 2022


Temperaturas quentes e não usuais em partes da Antártida em meados de março, com temperaturas de pelo menos 22,2°C mais altas que a sua média. Vários locais estabeleceram novos recordes de temperatura para março em 18 de março de 2022. É importante ressaltar que a estação Concórdia teve uma temperatura de -12,2°C, que é 38,8°C acima da sua média. Além disso, de acordo com o Severe Weather Europe, a Estação de Pesquisa Casey da Austrália, na Antártida, registrou uma temperatura máxima de 5,6°C em 16 de março - a temperatura mais alta de março desde que os seus registros começaram para esta estação em 1989.

 

Veja também: Ártico teve o sétimo ano mais quente em 2022 desde 1900

 

 

Fonte: Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA).

Conteúdo em Vídeo

Notícias Recomendadas

+ mais notícias