RJ tem mais chuva nos próximos dias

11/01/2017 às 16:34
por Maria Clara Machado

Atualizado 11/01/2017 às 22:37

Oferecimento
Confira o balanço dos temporais de 11/01/17

Uma forte linha de instabilidade se formou sobre a região serrana do Rio de Janeiro na tarde desta quarta-feira (11) provocando temporais em várias localidades. As áreas de chuva avançaram para o Grande Rio e depois se ampliaram também para o sul do estado do Rio de Janeiro, onde os temporais voltaram a ocorrer na região de Angra dos Reis e de Paraty, pelo segundo dia consecutivo.

As imagens de satélite mostram a evolução da nuvens muito carregadas que se espalharam sobre o estado do Rio de Janeiro nesta quarta-feira. A primeira imagem mostra a situação às 7h, quando o estado estava quase sem nuvens. A última imagem mostra enormes aglomerados de nuvens pesadas (manchas vermelhas) que provocaram as tempestades. 

 

 

 

 Mais chuva

Excesso de calor, umidade do ar elevada e também a aproximação de uma frente fria justificam o aumento da chuva nesta quarta-feira. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, a temperatura na cidade do Rio de Janeiro chegou 35,2°C na Vila Militar, zona oeste carioca. Em Cambuci, a temperatura chegou aos 38,8°C, sendo a maior temperatura no país até às 21h.

A frente fria passa pelo costa sul fluminense nesta quinta-feira, afastada do continente e fraca, com pouco ar polar. Mesmo assim, a presença desta frente fria vai colaborar para a manutenção de áreas  instabilidade sobre o estado do Rio de Janeiro nos próximos dias.

Até o domingo, todo o estado do Rio terá grande quantidade de nuvens e as condições para chuva permanecem elevadas. Pode chover e ventar forte em todas as regiões do estado e há risco de raios. A chuva deve ocorrer com mais força especialmente à tarde e à noite.

A população da Costa Verde e da Região Serrana deve ficar atenta para deslizamento de encosta e transbordamento de rios, depois da chuva muito volumosa que ocorreu.

O aumento da nebulosidade e da chuva diminui o calor, mas a sensação de abafamento ainda será grande.

 

Balanço dos temporais o RJ 11/01/17

 

Grande Rio

Várias áreas do Grande Rio tiveram chuva forte e volumosa nesta quarta-feira, além de muitos raios e fortes rajadas de vento. Os maiores volumes de chuva ocorreram na região de Magé. Em Duque de Caxias, pela monitoramento do INEA, o rio Saracuruna (Santa Cruz da Serra) chegou ao nível do alerta máximo a partir das 18h e permanecia assim às 21h30, mas a tendência era de baixar. O nível do rio chegou a 3,62m às 20h, sendo que a cota de transbordamento é 3,8m

Na cidade do Rio, pela medição do Alerta Rio - Prefeitura do Rio de Janeiro, entre 17h35 e 21h35  choveu 20,8 mm em Bangu.

O CEMADEN  registrou entre 15h e 21h 48,4 mm no Vigário Geral, 33,4 mm no CIEP Dr. João Ramos de Souza, 33,0 mm em Padre Miguel, 46,6 mm em Vicente Carvalho, 32,2 mm em Higienópolis e 30,8 mm na ilha de Paquetá.

 

Confira a previsão para a cidade do Rio para os próximos dias

 

Rajadas de vento

A chegada das nuvens negras sobre a cidade do Rio fez o dia virar noite. No aeroporto internacional Tom Jobim, na  zona norte carioca, rajadas de vento de 56 km/h e 59 km/h ocorreram entre 17h e 17h08, hora de Brasília. No forte de Copacabana, o INMET registrou uma rajada de 76 km/h às 18h

 

Raios

As nuvens carregadas que passaram sobre o Grande Rio causaram um grande número de raios. Pela medição da rede de detecção de raios Climatempo - Earth Networks, no período entre 12h e 21h41 ocorreram 17114 raios sobre o Grande Rio, sendo que 7123 atingiram o solo.

Apenas sobre a cidade do Rio de Janeiro ocorreram 221 raios, sendo que 116 atingiram o solo neste perído.

 

Temporal atinge Costa Verde pelo segundo dia consecutivo

A região de Costa Verde também sentiu os efeitos da chuva forte desta quarta-feira. Em Angra dos Reis, na região do Bracuí, o CEMADEN registrou 119,7 mm acumulados em 3 horas, entre 16h10 e 19h10 desta quarta-feira, 11. Na praia das Goiabas choveu 90,7 mm neste período.

No Bracuí, o acumulado de 24h, de 19h10 do dia 10 até 19h10 de 11de janeiro chegava aos 165,4 mm. Este volume representa mais da metade da média de chuva normal para Angra dos Reis em janeiro, que fica em torno de 240mm.

A Costa Verde teve o segundo evento de tempestades em apenas 24 horas. Na noite do dia 10, terça, choveu cerca de 100 mm em Paraty em apenas 2 horas.

Veja a animação das imagens de satélite que mostra as nuvens de chuva forte avançando sobre a costa Verde em 10/1/17. A primeira imagem é da nebulosidade às 17h e a última das 21h.

 

 

Alerta de muita chuva no RJ até sexta-feira

 

Dia vira noite na cidade do Rio no fim da tarde de 11/01/2017 e fez muita parar e fotografar a enormes nuvens negras que invadiram o céu carioca. Confira algumas imagens compartilhadas com a Climatempo.

 

 

Visão do céu no Méier, zona norte do Rio de Janeiro

 

 

Chuva forte prejudica a visibilidade da ponte Rio-Niterói. Um trecho da ponte aparece bastante suavizado no fundo.

 

 

 

Visão nas imediações da ilha do Fundão e do aeroporto internacional Tom Jobim

 

 

 


 

Tempestade em Magé (RJ):  mais de 100mm em 1hora

O volume de chuva que caiu sobre Magé na tarde desta quarta-feira foi muito elevado. Segundo o CEMADEN – Centro Nacional de Monitoramento e Desastres Naturais - entre 16h e 17h choveu 106,4 mm na região de Santo Aleixo. Em outros locais de Magé choveu neste período de 60mm a quase 92 mm.

No acumulado entre 14h e 21h, Magé/Santo Aleixo registrou125,1 mm, sendo que 117,8 mm caíram entre 14h e 17h. Em Magé/Magé-Santo Aleixo choveu 121,8 mm entre 14h e 21h. No mesmo período a região do Jardim Nazareno recebeu 112,7 mm de chuva. A chuva mais intensa nestes locais também ocorreu entre 14h e 17h.

A atividade elétrica no município foi muito intensa com registro de 4424 raios no período entre 14h e 18h, sendo que 1691 atingiram o solo, conforme medição da rede de detecção de raios Climatempo - Earth Networks. 

 

Petrópolis: rio Quitandinha transborda

 A chuva forte que começou a cair sobre a região serrana do RJ e no Grande Rio na tarde desta quarta-feira, 11 de janeiro, fez com que o níveis dos rios voltassem a subir. Segundo o INEA - Instituto Estadual do Ambiente -, órgão ligado ao governo do estado do Rio de Janeiro,  o rio Quitandinha voltou a transbordar na região da rua Coronel Veiga e no centro de Petrópolis. Às 21h15 a situação ainda era de transbordamento. O rio Piabanha, no Bingen, entrou em "alerta" às 16h45 e permanecia assim às 21h15.

Entre 16h e 17h o CEMADEN registrou de 37 mm a quase 60 mm em diversas áreas de Petrópolis. Mas no acumulado de 24h, o INEA registrou 92,6 mm entre 16h30 do dia 10 e 16h30 desta quarta-feira.

 A imagem do radar meteorológico do Alerta Rio das 16h15 mostra a grande linha de instabilidade formada pelo calor intenso e alta umidade do ar: 

Acompanhe a chuva no Rio de Janeiro pelo Radar do Alerta Rio!

 

CIDADES RELACIONADAS

Petrópolis - RJ

17°
min

23°
max

25mm / 90%

Niterói - RJ

26°
min

36°
max

25mm / 90%

FASES DA LUA

  • Nova
    15/02
  • Crescente
    23/02
  • Cheia
    31/01
  • Minguante
    07/02

ESTAÇÕES DO ANO

  • Verão
    21/12
  • Outono
    20/03
  • Inverno
    21/06
  • Primavera
    22/09