Chuva não dá trégua ao Pará

20/02/2017 às 16:44
por Maria Clara Machado

Oferecimento
Belém ultrapassa a média do mês

Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) continua próxima à costa norte do Brasil mantendo a formação de fortes áreas de instabilidade entre o litoral do Amapá e o norte do Pará.


Em particular no Pará, a chuva não tem dado trégua. São vários dias consecutivos do mês de fevereiro com chuva em Belém e capital já ultrapassou a média mensal. Em 20 dias, o acumulado alcançou 425 mm pelo Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), sendo que a média histórica de fevereiro é de aproximadamente 418 mm.  Lembrando que a capital já encerrou o mês de janeiro com chuva muito acima da média, foram quase 600 mm.  

Belém tem janeiro mais chuvoso em 30 anos

O volume de chuva de Cametá, município localizado no nordeste do Pará, chamou muita atenção. A cidade registrou 240 mm de chuva no período de 24 horas,  entre às 15 horas de domingo e às 15 horas desta segunda-feira (20), segundo o INMET. 


Os transtornos causados pela chuva volumosa acontecem em diversas cidades do Pará, com registro de alagamentos locais, muita lama e atoleiros em estradas de terra. Um trecho da rodovia BR-222 chegou a ceder com a chuva forte que caiu na cidade de Abel Figueiredo, na divisa com o Maranhão.  

Nas áreas onde a chuva têm sido frequente, o calor não é tão intenso. O ar permanece abafado, mas as temperaturas não estão chegando a valores extremos justamente por conta do excesso de instabilidade e da chuva. 

Semana de muita instabilidade 

A terça-feira (21) vai continuar com muita instabilidade relacionada à ZCIT sobre o Pará e o Amapá. As pancadas de chuva serão frequentes e desde cedo, com risco novamente de chuva forte e volumosa. As pancadas de chuva vão persistir ao longo da semana. 

A tendência para os próximos dias também é do aumento da instabilidade sobre o Acre, sul do Amazonas e Rondônia. O tempo vai ficar bem carregado nessas áreas, com previsão de chuva forte, inclusive nas capitais Rio Branco e Porto Velho. Grandes volumes de chuva poderão ser acumulados. 

O calor e alta umidade vão favorecer a ocorrência de chuva também em Roraima e no Tocantins, porém com menores acumulados nesses dois estados. 


Veja no AgroclimaPlantio do milho safrinha está atrasado

 

 

CIDADES RELACIONADAS

Belém - PA

24°
min

33°
max

10mm / 90%

Porto Velho - RO

23°
min

34°
max

8mm / 90%