Alto risco de chuva forte no Centro-Oeste

02/03/2017 às 16:10
por Maria Clara Machado

Atualizado 02/03/2017 às 16:26

Oferecimento
Atoleiros em MT deixam estradas intransitáveis

A atmosfera continua muito instável com a presença do ar quente e úmido sobre o Centro-Oeste do Brasil. Além disso, o fluxo de umidade vindo da amazônia também contribui para a formação das nuvens carregadas na Região. O forte abafamento ainda será sentido nos próximos dias com alto risco de chuva forte por todas as áreas. 


Diversas cidades de Mato Grosso e de Mato Grosso do Sul registraram pancadas de chuva com volumes acumulados acima dos 40 mm. Foi o caso de Comodoro, no extremo oeste do estado, que registrou 47,2 mm no período de 24 horas, entre quarta e esta quinta-feira (2), pelas medições do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). Choveu 45,8 mm em Cotriguaçu. Em Mato Grosso do Sul, os maiores volumes ocorreram em Itaquiraí com 35 mm de chuva e em Campo Grande com 25,6 mm, no mesmo período. 

Estradas estão intransitáveis em Mato Grosso 
No estado de Mato Grosso, o excesso de umidade e de chuva têm sido um grave problema para as estradas. Produtores que precisam escoar os grãos utilizando as estradas de terra encontram pela frente muitos atoleiros e não conseguem passar. Segundo a Defesa Civil do estado, existem cerca de 40 caminhões parados na região do Alto Araguaia, que faz a divisa com o sul do Pará e o Tocantins. A situação é crítica em municípios como  Santa Teresinha e Confresa, que continuam com dificuldade de escoar a colheita da soja.  

 

Chuva deixa Pará em emergência


Risco de chuva forte nos próximos dias 
Mato Grosso, além de Mato Grosso do Sul, Goiás e o Distrito Federal, continuam com risco de chuva forte nesta sexta-feira (3) e no fim de semana. Em todas as áreas vão ocorrer aberturas de sol, mas o tempo fica abafado e há previsão de várias pancadas de chuva. 

Um novo sistema de baixa pressão atmosférica, que se forma entre o Paraguai e a Argentina, vai influenciar o tempo em Mato Grosso do Sul. Especialmente no fim de semana, o sul do estado fica mais instável, com chuva frequente e risco de temporais.

 

Mato Grosso vai permanecer cheio de instabilidade e as pancadas de chuva não vão dar trégua em diversas áreas do estado. No Alto Araguaia (MT), o nível dos rios continua subindo e as estradas ainda devem enfrentar problemas pela grande quantidade de lama. 

Veja no AgroclimaExcesso de chuva prejudica produtor no Pará    
Março traz mais chuva para o BR
  

 

CIDADES RELACIONADAS

Campo Grande - MS

21°
min

26°
max

36mm / 90%