ALERTA

1 notificações

Chuva deixa Pará em emergência

02/03/2017 às 12:49
por Angela Ruiz

Atualizado 02/03/2017 às 14:18

Oferecimento
ZCIT influencia o verão amazônico no estado

A Região Norte do Brasil, principalmente o Pará tem registrado um volume de chuva excepcional nesta temporada de verão amazônico e colocou oito cidades em estado de emergência. O mapa de chuva acumulada do último trimestre revela que em várias localidades do estado o acumulado de chuva ultrapassou os 600 milímetros. É muita água! 

 

 

No Norte do país, o período mais chuvoso do ano é chamado popularmente de “inverno”, embora aconteça em sua maior parte nos meses de verão. Chuvas volumosas são bastante comuns nesta época do ano. O que chama a atenção é a atividade mais intensa da ZCIT (Zona de Convergência Intertropical) que é o principal sistema atmosférico que atua no período chuvoso da Região, explica a meteorologista Josélia Pegorim.

 

Excesso de chuva prejudica produtor no Pará

 

O posicionamento deste sistema mantem uma linha de instabilidade sobre o Pará e a chuva que cai sobre várias localidades do estado é frequente, volumosa e por vezes de forte intensidade. Nas últimas semanas, a chuva se tornou um problema para os caminhões e veículos de passeio que transitam na BR 163. As chuvas ininterruptas formam atoleiros, alagam pistas, causam pontos intransitáveis e deixam os 170 quilômetros da BR que não é asfaltada intrafegável.

 

Na última quarta-feira (01), o Dnit – Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte liberou uma das pistas, mas a situação ainda é crítica na rodovia. As equipes trabalham para liberar a pista com destino aos portos de Santarém e Meritituba. Para você ter uma ideia da dimensão do problema, o Exército e a Defesa Civil trabalham no local para entregar água e cesta básica aos caminhoneiros que estão parados na BR.

 

Fique de olho nas notícias. Informações do tempo e do clima  

 

O excesso de dias chuvosos e o volume expressivo de chuva também castigam vários municípios do Pará. Ao todo, oito municípios já decretaram situação de emergência, segundo a Defesa Civil. São eles: Itaituba, Xinguara, Conceição do Araguaia, Santa Maria das Barreiras, Rio Maria, Bragança, Bannach e Trairão. A preocupação nestas cidades é grande por causa de enxurrada, erosões e surtos epidêmicos.  

 

O Dnit - Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte espera liberar a rodovia até a próxima sexta-feira (3), mas depende das condições meteorológicas. As notícias não são animadoras. De acordo com os meteorologistas da Climatempo, pelo menos até domingo (5), a ZCIT (Zona de Convergência Intertropical) ainda estará atuando sobre parte do Pará e muitas áreas de instabilidade ainda estarão ativas sobre o estado o que colabora para a formação de nuvens carregadas. A situação ainda é de alerta para chuva forte.

 

Análise: Março traz mais chuva para o Brasil