Chuva está parando sobre o Grande Rio

21/06/2017 às 09:52
por Josélia Pegorim

Atualizado 21/06/2017 às 14:29

Oferecimento
Risco de deslizamento é alto

As áreas de instabilidade que estão sobre o Grande Rio enfraqueceram no decorrer da manhã desta quarta-feira e a chuva diminuiu muito. No fim da manhã, a chuva caía fraca e já não era generalizada.

 

A previsão é que o Grande Rio permaneça nublado no decorrer da tarde e noite desta quarta-feira. Há condições para chuva fraca até a noite. A temperatura segue baixa por causa da falta do sol e da presença do ar polar que a frente fria também trouxe para o Rio De Janeiro. A tarde desta quarta-feira, 21 de junho, a primeira do inverno, pode ser a mais fria do ano na capital fluminense.

 

Pelas medições do Alerta Rio - Prefeitura do Rio de Janeiro, entre meio-dia e 1 hora da tarde só houve registro de chuviscos na região da Grota Funda (0,2 mm acumulados), em Guaratiba (0,4 mm acumulados) e de chuva fraca no Alto da Boa Vista (1,6 mm acumulados em 1 hora).

Já o Instituto Nacional de Meteorologia ainda registrava chuva moderada no fim da manhã desta quarta-feira na região da Marambaia. Entre 9 horas e o meio-dia choveu 12 mm. A chuva já dava sinais de enfraquecimento na região de Saquarema, onde o acumulado entre 11 horas e o meio-dia foi de 0,2 mm. Entre 8 horas e 9 horas choveu forte e o acumulado foi de 19,2 mm,

 

Saquarema teve um dos maiores acumulados de chuva no Brasil entre 9 horas do dia 20 e 9 horas do dia 21 de junho. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou 91,8 mm.

  

 

 

 

Chuva extrema no Alto da Boa Vista

O Instituto Nacional de Meteorologia informou que a estação meteorológica localizada no bairro do Alto da Boa Vista 213,4 mm entre 9 horas do dia 20 e 9 horas de 21 de junho de 2017. Isto representa pouco menos do que o dobro da média de chuva normal para junho neste local da cidade que é de 132,4 mm. O total de chuva acumulado em junho, até 9 horas do dia 21, foi de 340 mm

A estação meteorológica do Alerta Rio - Prefeitura do Rio de Janeiro registrava 344,2 em junho, até 13h50 de 21 de junho.

 

Deslizamento

Mesmo com a diminuição da chuva, o risco de deslizamento de terra ainda é alto na zona sul da cidade do Rio de Janeiro porque o solo está encharcado. Confira a probabilidade de escorregamento prevista pelo Alerta-Rio por volta do meio-dia desta quarta-feira. A cor vermelha indica alta probabilidade de escorregamento.

 

Acompanhe a chuva sobre o Grande Rio pelo radar do Sumaré operado pelo Alerta Rio - Prefeitura do Rio de Janeiro

 

 

 

Região Serrana

As áreas de instabilidade estão associadas a uma frente fria que se desloca do litoral do Rio de Janeiro para o Espírito Santo.

A passagem desta frente fria provoca chuva nesta quarta-feira em todas as regiões fluminenses. A maioria das áreas do interior tem apenas chuva leve. A A chuva mais persistente e com moderada a forte intensidade cai pelo litoral e também sobre a região serrana. O declínio da temperatura ocorre de forma generalizada. As cidades serranas passam o primeiro dia do inverno de 2017 com céu nublado e frio.

 

 

 

Veja mais informações sobre a chuva do dia 20 de junho no Grande Rio

 

Fim de semana

A umidade e a nebulosidade diminuem durante a quinta-feira, o sol reaparece por quase todo o estado do Rio de Janeiro a e temperatura entra em elevação, mas ainda não faz calor. Sol e tempo seco devem predominar no estado do Rio de Janeiro na sexta-feira e no primeiro fim de semana do inverno. Ainda pode chover no litoral norte fluminense. A influência do ar polar diminui, mas mesmo assim, a temperatura fica amena à noite e no começo da manhã.

O inverno de 2017 começou à 1h24 do dia 21 de junho e vai até às 17h02 do dia 22 de setembro.

 

Chuva rara

O grande volume de chuva que cai sobre o Rio de Janeiro desde a noite da segunda-feira, 19 de junho, é completamente atípico para esta época do ano. As frentes frias de inverno normalmente não provocam chuva volumosa no Grande Rio. A média de chuva para junho na cidade do Rio de Janeiro varia de 50 mm a 60 mm, em média. Volumes de chuva de 100 mm ou mais em 24 horas são considerados tecnicamente extremos em qualquer lugar, com alto risco de causar alagamentos e sérios danos materiais em praticamente todos os centros urbanos. Mas são também difíceis de prever e com baixa probabilidade de ocorrência no Rio de Janeiro no mês de junho. Volumes de chuva desta ordem ocorrem em geral nos meses de verão.

Vários locais da cidade do Rio de Janeiro acumularam mais de 200 mm entre a madrugada do dia 20 e a madrugada de 21 de junho de 2017. Al

No histórico do Alerta Rio, pelo menos desde o ano 2000, só constam dois eventos de chuva acima de 90 mm em 1 hora no mês de junho. Não há registro de volumes acima de 200 mm em 24 horas em junho.

 

 

 

 

 

A tabela mostra os volumes de chuva em 24 horas, entre 8h15 do dia 20 e 8h15 do dia 20 de junho registrados pelo Alerta Rio - Prefeitura do Rio de Janeiro.

 

 

 

 

CIDADES RELACIONADAS

Boa Vista - RR

23°
min

28°
max

80mm / 90%

Rio de Janeiro - RJ

12°
min

23°
max

0mm / 0%