Chuva perde força no Rio de Janeiro

15/02/2018 às 15:41
por Maria Clara Machado

Oferecimento
Área de Baixa Pressão se afasta para o oceano

A chuva perde força sobre o estado do Rio De Janeiro, depois da cidade enfrentar tempo severo na madrugada desta quinta-feira (15) com volumes de chuva excepcionais, que resultaram em graves alagamentos, queda de árvores, destruição e até o momento quatro mortes confirmadas. 

 

Chuva diminui no Rio 

O sistema de baixa pressão atmosférica que favoreceu a formação das nuvens de tempestade está se afastando para o mar e nesta sexta-feira (16), não terá mais influência no tempo no estado do Rio de Janeiro. 

 

O Grande Rio volta a ter aberturas de sol, sempre junto entre muita nebulosidade e ainda há previsão de chuva a qualquer hora, de fraca intensidade. Não há mais alerta para chuvas volumosas como ocorreram entre a noite da quarta-feira (14) e a madrugada de quinta-feira (15). 

 

Em todo o interior fluminense, região serrana e norte do estado, o sol deve aparecer forte e predominar. Há previsão de algumas pancadas de chuva com raios a partir da tarde, mas também sem alerta de chuva intensa. 

Acompanhe aqui as temperaturas na cidade do Rio de Janeiro nos próximos dias.  

 

O fim de semana será bem típico de verão no estado do Rio de Janeiro. O sol brilha forte, faz calor e ocorrem pancadas de chuva com raios por conta do aquecimento. 

 

Chuva muito volumosa 

O alerta emitido de chuva intensa e situação de perigo para o Rio de Janeiro se confirmou com volumes extremamente elevados registrados na capital, região metropolitana e sul do estado em poucas horas. O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) registrou 112,2 mm de chuva em Jacarepaguá no período de 24 horas (entre às 10 horas da quarta-feira e às 10 horas da quinta-feira). Desse total, 80 mm caiu apenas entre meia-noite e uma hora nesta quinta-feira. Na estação da Vila Militar, foram quase 70 mm de chuva. 

 

O INMET também registrou 52,8 mm de chuva em Paraty, 50,2 mm em Angra dos Reis e 43,6 mm em Resende, no mesmo período de 24 horas. 

 

Pelos dados do Alerta Rio/Prefeitura do Rio de Janeiro, os volumes também foram muito elevados no período. Destaque para a Barra/Rio Centro onde choveu 133,8 mm, Jacarepaguá/Cidade de Deus com 129,2 mm, Piedade com 113,8 mm e Recreio dos Bandeirantes com 112,6 mm. Essa chuva ocorreu até às 5 horas desta quinta-feira.

 

   Trecho da Ciclovia Tim Maia, em São Conrado, desaba após chuva forte da madrugada desta quinta-feira.

  

O que provocou a chuva forte no Rio de Janeiro?

Um sistema de baixa pressão atmosférica se formou ao largo da costa do Rio de Janeiro e foi o responsável pela formação das nuvens pesadas de tempestade, que resultaram na chuva intensa e volumosa. Esse sistema já está perdendo força e entre esta quinta-feira e sexta-feira e se afasta cada vez mais para o oceano, diminuindo as condições de chuva no Grande Rio e no sul fluminense.

  

Veja também:

Rio de Janeiro entrou em estágio de crise por causa do temporal  

 

 

CIDADES RELACIONADAS

Rio de Janeiro - RJ

12°
min

25°
max

0mm / 0%