Chuva nas capitais brasileiras na primeira quinzena de fevereiro

16/02/2018 às 23:54
por Josélia Pegorim

Oferecimento
As maiores deficiências ocorreram em São Paulo e em Boa Vista. Vitória dobrou a média.

A chuva da primeira quinzena de fevereiro nas capitais brasileiras revelou situações surpreendentes. A talvez a maior de todas seja a grave falta de chuva na cidade de São Paulo. A deficiência é de 93% rivalizando com os 94% de chuva abaixo da média em Boa Vista, capital de Roraima.

 

O problema é que em São Paulo, fevereiro é época de muita chuva, de temporal quase todos os dias, e em Boa Vista é um mês de seca. Na medição feita pelo Instituto Nacional de Meteorologia no Mirante de Santana, na zona norte da capital paulista, o total de chuva acumulado em fevereiro não superava os 15 mm até 10 horas do dia 16.

 

 

No único dia em que choveu com moderada a forte intensidade sobre São Paulo em fevereiro, o INMET registrou cerca de 10 mm acumulados em 24 horas e houve a formação do belo arco-íris duplo da foto.

 

 

Foto de David Ribeiro, São Paulo (SP)

 

A maior quantidade de chuva acumulada em 16 dias foi em Belém, capital do Pará, onde já choveu aproximadamente 373 mm, volume pouco abaixo a média normal para fevereiro.

Mas o melhor desempenho em relação à média até agora ocorreu em Vitória. A capital capixaba recebeu aproximadamente 154 mm de chuva em 16 dias, o dobro a média normal para fevereiro.

Além de Vitória, as capitais Cuiabá, Natal, Palmas e Rio Branco já acumularam um volume de chuva ligeiramente acima da média.

 

No gráfico e na tabela abaixo, para quase todas as capitais, foram considerados os volumes de chuva acumulados de 1 de fevereiro até 10 horas do dia 16 (hora de Brasília), medidos nas estações meteorológicas convencionais do Instituto Nacional de Meteorologia. No caso de Porto Velho, de Macapá e de Campo Grande considerou-se a medição das estações automáticas. No Rio de Janeiro, foi considerada a chuva da estação Bangu, do Alerta Rio - Prefeitura do Rio De Janeiro, mesma do balanço de janeiro.

 

 

Chuva nas capitais brasileiras de 1 a 16 de fevereiro de 2018

 

 

 

Chuva acumulada de 1 a 16 de fevereiro de 2018 nas capitais do BR e anomalia em relação à média

 

 

A formação de um evento de Zona de Convergência do Atlântico Sul na primeira semana de fevereiro de 2018 garantiu a fartura de chuva em Cuiabá, em Brasília, em Vitória e também sobre Palmas.

 

Veja como deve ficar a chuva sobre o Brasil até o fim de fevereiro e no começo de março de 2018

 

 

CIDADES RELACIONADAS

Belém - PA

23°
min

32°
max

10mm / 67%

Cuiabá - MT

15°
min

29°
max

0mm / 0%