Mato Grosso do Sul em alerta para chuva volumosa

19/02/2018 às 15:28
por Maria Clara Machado

Oferecimento
Áreas de instabilidade se espalham por toda a Região Centro-Oeste

A semana começou com o aumento das áreas de instabilidade e da chuva por diversos municípios de Mato Grosso do Sul. O estado volta a ficar em alerta para mais chuva, que pode ser forte e volumosa. Toda a Região Centro-Oeste está cheia de nebulosidade e a previsão indica tempo instável e chuva forte no decorrer dos próximos dias. 

 

Chuva forte em MS 

Nas últimas 24 horas (entre às 14 horas de domingo e às 14 horas desta segunda-feira), choveu 43,8 mm em Dourados, 38,4 mm em Maracaju, 36,4 mm em Ivinhema, 25,6 mm em Campo Grande e 21,6 mm em Ponta Porã. Os dados são do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN).  

 

Já pelo Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), os acumulados chegaram a 58,4 mm em Amambaí, 53,4 mm em Itaquiraí, 38,2 mm em Ivinhema, 31,4 mm em Sidrolândia e 29 mm em Juti

 

Foto: Ramão Lino Guerreiro. Iguatemi/MS

 

Uma área de Baixa Pressão atmosférica está se desenvolvendo e se intensificando sobre o Paraguai, e mais nuvens carregadas vão avançar para Mato Grosso do Sul. Além disso, o fluxo de ventos que vem do Norte do Brasil está convergindo toda a umidade em direção a Bolívia, ao Paraguai e ao estado de Mato Grosso do Sul, contribuindo para o crescimento das fortes áreas de instabilidade. 

 

Os meteorologistas da Climatempo alertam para chuva forte com grandes acumulados pelo menos até a próxima quarta-feira (21). Há risco de temporais em todo o estado, inclusive em Campo Grande. A chuva poderá vir acompanhada de raios e fortes rajadas de vento de até 90 km/h.  

 

A terça-feira (20) já pode começar chuvosa em todo o centro-oeste e sul de Mato Grosso do Sul e na capital Campo Grande. Há chance de algumas aberturas de sol e as pancadas de chuva retornam durante à tarde e a noite para todo o estado, com risco de chuva forte. 

 

satélite_CO_colorida_19.02

   Imagem de satélite mostra áreas de instabilidade sobre todos os estados do Centro-Oeste do Brasil. 

Em quatro cidades de Mato Grosso do Sul, o início do ano letivo na rede estadual precisou ser adiado para esta terça-feira (20). As aulas deveriam ter começado no último dia 15, mas por conta dos estragos causados pela chuva, o calendário escolar precisou sofrer alteração. Bela Vista, Inocência, Itaquiraí e Novo Horizonte do Sul estão em situação de emergência por conta do excesso de chuva. 

 

Semana instável em MT, GO e DF 

As áreas de instabilidade também vão crescer sobre Mato Grosso, Goiás e o Distrito Federal e a semana vai seguir com pancadas de chuva. Todas as áreas estão no risco de chuva forte, inclusive as capitais Cuiabá (MT), Goiânia (GO) e Brasília (DF). 

 

A chuva do fim de semana ajudou a elevar um pouco mais o nível dos reservatórios no Distrito Federal. Segundo a Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (ADASA), o Descoberto opera com 53,9% da sua capacidade e o Santa Maria com 40% na última medição desta segunda-feira (19). 

 

Veja também: 

Chuva nas capitais brasileiras na primeira quinzena de fevereiro 

Semana começa com muita instabilidade no Sul, MS e SP 

 

 

CIDADES RELACIONADAS

Cuiabá - MT

16°
min

32°
max

0mm / 0%

Aracaju - SE

23°
min

27°
max

20mm / 90%