Chuva de abril foi fundamental para elevar açudes do Ceará

27/04/2018 às 15:11
por Maria Clara Machado

Oferecimento
Apesar da melhora, os maiores reservatórios do estado, o Castanhão e o Orós, permanecem com menos de 10% da capacidade.

Grande parte do estado do Ceará foi bastante beneficiada com a chuva que ocorreu durante o mês abril. A maioria das áreas do interior terminou o mês com chuva acima da média, o que ajudou na recuperação de vários açudes, mas em geral pequenos.  

 

Apesar da boa notícia, os dois maiores reservatórios que abastecem o Ceará, o Castanhão e o Orós continuam longe uma recuperação total. Ambos permanecem com capacidade abaixo de 10%.

 

O menor volume registrado no Castanhão chegou a 2,08% de sua capacidade total em 22 de fevereiro. O reservatório vinha caindo de forma gradativa pelo menos há sete anos, desde 2011. “Com a chuva de março, o Castanhão subiu para 3,89%, mas abril foi fundamental para elevar o nível de água do reservatório, que opera agora com 8,44%”, comenta o meteorologista Alexandre Nascimento.

 

De acordo com a Companhia de Gestão de Recursos Hídricos do Ceará (Cogerh), além do Castanhão e do Orós, cerca de mais 80 reservatórios no Ceará continuam em situação crítica com menos de 30% da capacidade.

 

A chuva que caiu acima da média em abril especialmente pelo interior do Ceará fez 18 açudes sangrarem e outros 11 estão perto de extravasar.  

 

chuva_anomalia_NE

 

Mapa mostra anomalia de chuva em abril sobre o Nordeste. As áreas azuis no interior do Ceará mostram onde o volume de chuva caiu acima da média para o período. As áreas em laranja mostram onde a chuva caiu abaixo da normalidade para o mês de abril.

 

Foto: Maalmartra Pessoa. Aquiraz/CE.

 

Volume de chuva em Fortaleza

Fortaleza também teve chuva forte em abril, porém o volume médio do mês é extremamente alto e a capital deve encerrar o mês com grande déficit de precipitação. Do dia primeiro até o dia 27 de abril choveu 150 mm, 64% abaixo da média histórica mensal que é de aproximadamente 413 mm.

 

 

O que esperar para maio

"Ainda teremos chuva até a primeira quinzena de maio, mas se compararmos à chuva de abril, principalmente à primeira quinzena, o volume já será menor e deve ficar abaixo da média", avisa Nascimento.

 

A velocidade de subida do Castanhão e de outros reservatórios deve diminuir ao longo do próximo mês.

 

 

Veja também:

Período úmido no reservatório de Sobradinho chega ao fim 

 

CIDADES RELACIONADAS

Fortaleza - CE

25°
min

32°
max

0mm / 0%