Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Focos de fogo no Brasil caem 29% na comparação anual

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

Foto: iStock

3 min de leitura

Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe foram os 11 estados brasileiros que registraram aumento no número de focos de queimada na comparação anual. A avaliação compara o período de 1 de janeiro a 4 de maio de 2021 e de 2020.  

 

Mesmo assim, nesse mesmo período, o Brasil teve uma redução de 29% na quantidade de focos comparado com 2020. A explicação para esta redução está no fato de que os estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Roraima, que tiveram um número muito alto de focos de incêndio em 2020, registraram queda este ano.

 

Segundo monitoramento de focos de fogo feito pelo INPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais -  do primeiro dia de 2021 até 4 de maio, o Brasil contabilizou 9956 focos de fogo, considerando todos os estados, contra 14143 focos no mesmo período do ano passado.

 

 

Alerta para o período seco 

 

Mesmo com a redução do número de focos, o alerta para o risco de fogo para os próximos meses continua. Estamos apenas iniciando o período normal de seca e o inverno, que é a estação com menor chance de precipitações sobre a maioria das áreas do Brasil. 

Abril já foi um mês de chuva abaixo da média em grande parte do Brasil. Maio, que já um mês de baixa pluviosidade, deve terminar com menos chuva do que a média em muitas áreas do país. Saiba mais sobre o clima no Brasil em maio de 2021.

 

 

Queimadas 2021 em números

 

Confira alguns dados sobre as queimadas no Brasil, comparando o período de 1 de janeiro a 4 de maio de 2021 com 1 de janeiro a 4 de maio de 2020.                                                                                       

Estado com a menor queda: Paraíba -1% ( 83 ano passado ; 82 em 2021)

Estado com a maior queda: Mato Grosso do Sul: -72% (1.905 ano passado; 520 em 2021)

Estado com o menor aumento: Pernambuco: 17% ( 166 ano passado; 195 em 2021)

 

 

Estados com os maiores aumentos de focos

 

Espírito Santo: 243% (37 ano passado; 127 este ano)

Rio Grande do Norte: 172% (47 ano passado; 128 este ano)

Ceará: 154% ( 106 ano passado; 270 este ano)

Sergipe: 101% (53 ano passado; 107 este ano)

 

Estados com a maior quantidade de focos no período de 1 de janeiro a 4 de maio: de 2021

 

Mato Grosso:  2.282 (-42% com relação ao ano passado)

Bahia: 1.039 (97% a mais em relação ao mesmo período do ano passado)

 

Total de focos no Brasil nos últimos 7 anos, no período de 1 de janeiro a 4 de maio:

 

2015: 10.170 focos

2016: 16.585focos

2017: 7.377 focos

2018: 8.770 focos

2019: 15.072 focos

2020: 14.143 focos

2021: 9.956 focos

 

Leia também:

 

Frio e geada no Sul do BR nos próximos dias

 

Tempo seco preocupa produtor no Paraná

+ mais notícias