Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Mais neve nesta terça nos três estados do Sul do Brasil

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

Foto: neve em São Joaquim (SC), por São Joaquim Online em 28/6/2021

6 min de leitura

Foto: neve em São Joaquim (SC), por São Joaquim Online em 28/6/2021


Conforme previsto pela Climatempo, a neve voltou a cair na região serrana de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul nesta segunda-feira, 28 de junho. Mas o Sul do Brasil ainda poderá ver muito mais neve nesta terça-feira, 29 de junho, e tem uma chance até para o dia 30. Entenda a combinação ideal de fatores que está sendo esperada e saiba onde pode nevar. 

 


Três estados do Sul podem ter neve 

 

A chance  de neve para esta terça-feira ainda é alta e não só para as regiões serranas gaúcha e catarinense, onde a ocorrência do fenômeno é mais comum. A possibilidade de neve para esta terça-feira, dia 29 de junho de 2021, e de outras precipitações invernais, está considerada para o planalto e serra do Rio Grande do Sul, podendo nevar até em cidades serranas de menor altitude como Gramado, na serra, planalto sul e planalto norte de Santa Catarina e também pode nevar no sul do Paraná, em cidades como Palmas, General Carneiro e Pato Branco. Para o sul do Paraná e para o planalto norte catarinense, a possibilidade de neve é considerada para a madrugada e manhã desta terça-feira.

 

Onde pode nevar em 29/6/2021

 

 

No dia 30 de junho, quarta-feira, o branco da geada deve dominar o cenário na madrugada e ao amanhecer em muitas áreas da Região Sul. Mas a neve ainda poderá cair novamente na madrugada da quarta-feira nas áreas elevadas da serra gaúcha e catarinense.

 

No decorrer da manhã e tarde do dia 30 de junho, o ar frio e seco de uma forte massa de ar polar, que já está injetando o ar muito frio sobre o Brasil, avança de vez do Paraguai para o interior da Região Sul e vai dissipando a nebulosidade. Assim, durante a tarde e a noite do dia 30 de junho, o céu vai ficando cada vez mais sem nuvens e já não haverá mais condições para nevar.

 

 

Condições para a formação da neve no Sul do Brasil


Geada

 

A população da Região Sul deve se preparar para madrugadas e noites extremamente frias nos dias 30 de junho e 1 de julho, com temperaturas abaixo de 0°C nos três estados. O frio começa a diminuir na sexta-feira, 2 de julho.

 

 

Sensação térmica de frio extremo

 

A população do Sul do Brasil vai experimentar um frio extremo nesta terça-feira, 29 de junho. A temperatura cai ainda mais nos três estados. O frio será intenso em todos os períodos, de dia e à noite, pois o sol ainda não vai aparecer com força devido a grande quantidade de nuvens. A presença de um ciclone que avança do Uruguai para a costa do Rio Grande do Sul vai injetar muita nebulosidade e ar úmido sobre o Sul do Brasil e isto vai estimular a formação de de grande quantidade de nuvens.


Mas nesta terça-feira, o ar gelado entra no Sul também com ventos moderados, aumentando a sensação térmica de frio. Confira a previsão da sensação térmica para esta terça-feira, 29 de junho, em algumas cidades do Sul do Brasil, considerando o vento máximo previsto para o dia.


Porto Alegre (RS): -6°C (previsão: 5°C a 11°C)

Curitiba (PR): -4°C (previsão: 2°C a 10°C)

Florianópolis (SC): 1°C (previsão: 7°C a 15°C)

São Joaquim (SC): -20°C (previsão: -5°C a 5°C) 

Urupema (SC): -19°C (previsão: -6°C a 6°C)

Bom jardim da Serra (SC): -14°C  (previsão: -4°C a 4°C)

Cambará do Sul (RS): -16°C  (previsão: -3°C a 6°C)

Vacaria (RS): -6°C (previsão: -3°C a 6°C)

 


Sensação térmica

 

O nível de umidade do ar e o vento podem alterar a sensação de calor e de frio no nosso corpo. De forma geral, o ar muito úmido aumenta a sensação de calor e de frio. Num dia frio, nublado, a sensação térmica será de temperatura mais baixa do que os termômetros realmente estão marcando. Já num dia quente, úmido, mesmo sem muito sol, a sensação é de que está fazendo mais calor.

 

O vento é outro fator que altera muito a temperatura que o nosso corpo sente. O vento aumenta a sensação de frio, mas refresca no calor.

+ mais notícias