Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Furnas está com a maior cota em 6 anos para fevereiro

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

IStock Furnas MG

7 min de leitura

Por Fabiene Casamento

 

Foto:Istock

 

Pela última medição divulgada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Furnas registrou 58,44% no dia 03/02/2022 e, assim, está tendo o maior volume útil para um mês de fevereiro dos últimos 6 anos, desde os 62,31% em 29/02/2016.

 

Com relação a cota, a mesma situação. Foram 762,40 metros de altura em 03 de fevereiro de 2022. Sendo o maior também desde 2016, quando foram 762,99 metros registrados, em 29/02/2016.

 

De acordo com o governo de Minas Gerais, a margem de referência de 762 metros de altura é suficiente para o uso múltiplo de águas. A cota é defendida por lideranças e grupos de toda a região, tendo em vista que, com esse nível, os municípios banhados pelo lago podem manter atividades econômicas voltadas ao turismo. Ou seja, os 762 metros é a cota mínima para os comerciantes e pescadores utilizarem o lago.

 

Já pelo comunicado da Usina Hidrelétrica de Furnas, para a exploração e geração de energia, a cota mínima para operação é de 750 metros de altura, e o nível de desapropriação é de 769 metros. Além do nível normal de operação, que é de 768 metros

 

Assim, com esse recente valor de Furnas, tanto as operações da Usina, quanto o uso das águas para o comércio e pesca, estão favoráveis.  

 

2 (9)

Maiores volumes úteis em % da Hidrelétrica de Furnas (MG) para um mês de fevereiro

 arte1.

Maiores cotas em metros da Hidrelétrica de Furnas (MG) para um mês de fevereiro

 

Região de Furnas o janeiro de 2022 foi o mais chuvoso em 9 anos

 

Em São José da Barra(MG), onde fica a Usina Hidrelétrica de Furnas, desde outubro de 2021 foram um total de 986,2mm, segundo cálculos estimados ou dados interpolados. Isso é um volume alto, mas ainda faltam 231,4mm para alcançar a média deste período todo, de outubro de 2021 a fevereiro de 2022.

 

Lembrando que o mês de fevereiro ainda nem terminou, e a média Climatológica é de 230,6mm. Além disso, destaca-se o mês de janeiro de 2022, que acumulou 332,0mm e foi o janeiro mais chuvoso em 9 anos, desde os 348,7mm em janeiro de 2013.

 

3 (4)

Acumulados de chuva entre outubro de 2021 e fevereiro de 2022, pelos cálculos estimados pela Climatempo 

 

 

Motivos do aumento do nível em Furnas

Esse aumento nos níveis do reservatório, se deve à influência das precipitações mais regulares nesse verão e com formação de corredores de umidade mais persistentes, as Zonas de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), onde foram uma média de 6 atingindo apenas o estado de Minas Gerais, desde a primavera de 2021, sendo que a maioria atuou nas áreas de Furnas. Além desse sistema, as instabilidades ao longo também tiveram influências de passagens de frentes frias, circulação dos ventos em altitude e mais as pancadas típicas de verão.


Ou seja, a formação da ZCAS  nestes últimos casos ocorreu pela circulação térmica indireta (quando o ar sobe mais frio e desce quente), onde a bolha fria no Oceano Atlântico, na altura do Sudeste do país favorecendo a configuração do corredor de umidade na posição mais ao sul do país ao Sudeste, entre MG, SP e PR, neste caso no final de janeiro de 2022. Além disso, a grande frequência de formação de ZCAS se deve também à atuação da La Niña, em especial. Desde o início da última primavera foram uma média de 8 ZCAS pelo Brasil. Vale lembrar também o fenômeno La Niña, que atua de fraca a moderada intensidade, seguirá até meados do próximo outono.

 

Entenda a chuvarada de verão sobre o Brasil

Saiba mais o que é ZCAS

 

Como ficará o tempo até meados da semana que vem?

A chuva será constante nos próximos dias na região de Furnas, como em grande parte do sul de Minas Gerais, incluindo parte do estado de Rio De Janeiro e o estado de São Paulo. Ressalta-se que o sul de Minas, inclusive a área de Furnas, será um dos locais com os maiores volumes de chuva previstos nos próximos 5 dias, até o final de terça-feira (08). Ou seja, os acumulados de chuva nessas áreas devem variar entre 150mm e 400mm, tons mais vermelhos, roxos e rosa no primeiro mapa abaixo. 


As precipitações durante esse período se devem à chegada de uma frente fria, mais a formação de uma área de baixa pressão atmosférica na costa de SP, que ajudam a organizar um corredor de umidade que vem da Amazônia, mais uma área de baixa pressão nos níveis mais baixos da atmosfera (com seu centro entre SP, MS, GO e MG), e mais um Vórtice Ciclônico nos altos Níveis da atmosfera (VCAN) entre SP, MG, RJ e ES. Assim, atenção para esses dias para ocorrências de alagamentos, inundações e deslizamento de córregos e rios. 

 

Alerta de temporais na Região Sudeste

 WhatsApp Image 2022-02-04 at 10.55.30.

Acumulados de chuva previstos entre os dias 04/02/2022 e à manhã do dia 09/02/2022 pelo modelo WRF( Weather Research and Forecasting Model) Fonte: Climatempo.

download

Acumulados de chuva previstos entre os dias 04/02/2022 e à manhã do dia 08/02/2022 pelo modelo GFS(Global Forecast System) Fonte: Climatempo.

 

download (1)

Acumulados de chuva previstos entre os dias 09/02/2022 e a manhã do dia 13/02/2022 pelo modelo GFS. Fonte: Climatempo.

 

explicativo

Sistemas meteorológicos que atuaram entre 04/02/2022 e 09/02/2022. Fonte: Climatempo

 

Mais detalhes de como será fevereiro: 

 

Clima no Brasil em fevereiro de 2022

Fevereiro 2022: saiba como será o clima em todo o BR 

 

Veja também: Balanço de tempestades - Janeiro/2022

 

 

+ mais notícias