Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Tempestade em São Paulo causa ventos de 81 km/h

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

4 min de leitura

Nuvens muito carregadas voltaram a crescer sobre a Grande São Paulo na tarde desta sexta-feira, 4 de março, causando violentos temporais. Além da chuva intensa, em alguns locais da capital paulista a chuva veio com granizo e rajadas de vento em torno de 80 km/h.


Temporais ainda possíveis na Grande São Paulo até as primeiras horas da hoje desta sexta-feira, mas com menor intensidade em relação ao observado no início da tarde. Ainda pode chover forte no fim de semana.

 

 

Foto: São Paulo (SP), por Marcelo Pinheiro

 


Nuvens cumulonimbus

 

As nuvens cumulonimbus que se formaram sobre a Grande São Paulo podem ser vistas na animação das imagens da nebulosidade captadas pelo satélite GOES-16. As nuvens com potencial para tempestade aparecem como manchadas em ton de azul claro. Observe como estas nuvens se formaram exatamente sobre a região da cidade de São Paulo. Elas não vieram do interior e nem do litoral..

 

Nuvens cumulonimbus são frequentemente causadoras de chuva muito forte em pouco tempo, de ventania que pode ser até da ordem de 100 km/h, raios e granizo. 

 

São Paulo tempestade 4-3-2022 - granizo

Nuvens de temporal (manchas em azul claro) crescem sobre a Grande SP na tarde de 4/3/2022

 


A formação destas nuvens nesta sexta-feira já era esperada por causa  do calor armazenado sobre o estado de São Paulo e também pela passagem de uma frente fria pela costa paulista e a formação de área de baixa pressão atmosférica próxima ao litoral de São Paulo. Estes dois sistemas ajudaram a formar nuvens de temporal.


Confira a previsão para o fim de semana


Quanto choveu?

 

A chuva caiu muito forte em pouco tempo  em alguns bairros da cidade. O CGE - Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura - registrou 77 mm sobre Santo Amaro, em apenas 1 hora. Esta é uma quantidade de chuva muito grande, que não ocorre com frequência em tão pouco tempo. O córrego Ipiranga chegou na iminência de transbordamento.

 

Volumes de chuva observados entre 14h e 15h de 4/3/2022 (fonte: CGE)

 

Santo Amaro: 77,0 mm

Vila Prudente: 55,0 mm

Moóca: 33,6 mm

M Boi Mirim: 30,2 mm

Santana: 24,6 mm

Cidade Ademar: 21,6 mm 

 

Ventania

 

A ventania e a chuva intensa causaram queda de árvores e o teto do terminal de passageiros do aeroporto de Congonhas ficou danificado. Por lá, ocorreram rajadas de vento de 81 km/h entre às 14h05 e também queda de granizo, segundo informações meteorológicas públicas do próprio aeroporto.


Pouco depois das 14 horas, o aeroporto Campo de Marte teve vento de 28 km/h e o aeroporto de Guarulhos, de 24 km/h.


Granizo

 

Além da região do aeroporto de Congonhas, o CGE - Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura - informou queda de granizo na Sé, no Jabaquara e na Vila Prudente.

+ mais notícias