Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Ciclone extratropical: Confira os destaques da previsão do tempo

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

4 min de leitura

 

Um ciclone extratropical está se formando e estará completamente formado na madrugada desta quarta-feira, 4 de maio, com uma frente fria associada. O sistema é responsável por provocar muita chuva, ventos intensos e até agitação marítima em praias do Sul e do Sudeste do Brasil ao longo desta semana. A situação é de alerta e com potencial para muitos transtornos, principalmente nos estados do Sul.

 

Há várias particularidades na previsão para este período delicado, mas a Climatempo separou alguns dos destaques mais importantes para a semana, em relação aos efeitos deste ciclone.

 

Saiba o que é um ciclone tropical, subtropical e extratropical

 

Destaques da atuação do ciclone extratropical

 

Chuva

Nos últimos 3 dias, de acordo com o Cemaden, o volume de chuva já se aproximou e até passou dos 200mm acumulados em cidades do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. A Climatempo estima que até 6 de maio, sexta-feira, muitas cidades ainda possam registrar volumes de chuva entre 200 e 300mm, especialmente no litoral sul catarinense, região serrana do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, nordeste gaúcho e litoral norte do Rio Grande do Sul.

 

* Mesmo com o destaque acima, é valido alertar que muitas outras cidades, como é o caso, inclusive, de Florianópolis e Porto Alegre, os volumes também tendem a ser expressivos, variando de 100 até 200mm em alguns pontos. Também volta a chover em parte do Sudeste, mas com valores bem mais baixos.

 

Ventos

Os ventos seguem muito intensos e as rajadas podem passar dos 100km/h em áreas do Sul do Brasil, principalmente nas áreas de divisa entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, como o litoral sul catarinense, litoral norte gaúcho, toda região serrana e nordeste gaúcho.


Rajadas que ultrapassam os 60km/h também são previstas para parte do Sudeste e do Centro-Oeste neste período, principalmente entre Mato Grosso do Sul, São Paulo, Rio De Janeiro e parte de Minas Gerais. Isso pode provocar problemas como queda de árvores, detalhamentos e etc.

 

Agitação marítima

Com a previsão de ventos muito fortes soprando também sobre o oceano, a tendência é de agitação marítima em praias do Sul e do Sudeste do Brasil nos próximos dias. Com isso, muitas áreas do litoral ficam em alerta para o risco de ressaca. Os detalhes estão aqui.

 

 

Geada

Após a passagem da frente fria, o ar frio de origem polar vai provocar queda de temperatura. O frio será sentido em amplas áreas do centro-sul brasileiro até o fim da semana e até há chance de novos recordes de frio do ano. No Sul, há previsão para geada na madrugada de sexta-feira nas áreas de serra do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, Planalto Catarinense e até no Sul do Paraná. O final de semana segue com noites e madrugadas geladas e  ainda pode gear em parte do Planalto Catarinense, tanto na madrugada de sábado(07), quanto na de domingo(08).

 

-su_geada04 src="https://imagens.climatempo.com.br/climapress/galeria/2022/05/04ecf976ca70b781c91d984232a0451d.jpg" alt="-su_geada05" width="237" height="213" /> src="https://imagens.climatempo.com.br/climapress/galeria/2022/05/a77d2d5e33372ec2cbbe840f69e1c056.jpg" alt="-su_geada06 (1)" width="236" height="212" />


* Mesmo sem geada e com frio menos intenso, a tendência é de uma grande queda na temperatura também sobre os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, centro-sul de Minas e do Espírito Santo, Mato Grosso do Sul e sul de Mato Grosso. As noites e madrugadas terão como destaque o frio.

 

Confira os detalhes para a sua cidade no site da Climatempo!

+ mais notícias