Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Frio na Argentina e Uruguai e chuva na Região Equatorial

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

4 min de leitura

 

O avanço de uma frente fria, que já passou pela Argentina e Uruguai, organiza a chuva entre o Sul do Brasil e Paraguai. Este sistema meteorológico segue espalhando chuva forte e trovoadas. A partir deste sábado (25), a chuva diminui e dá lugar ao tempo firme e gelado.

 

Logo após a frente fria, um centro de alta pressão atmosférica de origem polar se desloca pela América do Sul. Carregando as características do local de sua formação, esta massa de ar é fria e seca, mudando o tempo por onde passa. A frente fria já se desloca  sobre a Argentina, inibindo a formação de nuvens de chuva em todo o país. 

 

Frio na Argentina e Uruguai

No sábado (25), a massa de ar alcança o Uruguai e, no domingo (26), o Brasil, baixando as temperaturas e deixando o tempo firme e seco. O Paraguai também deve sentir sua influência neste final de semana, com menor queda de temperaturas.

 

Na Cordilheira dos Andes, entre a Argentina e Chile, estarão as menores temperaturas da América do Sul, com previsão de neve desde essa quinta-feira (23) até o final de semana. Por causa desta cadeia de montanhas, as menores temperaturas na Argentina ficam em toda a faixa oeste do país, com mínima entre -6 e -3 °C entre Bariloche e Mendoza.

 

No Uruguai, as menores temperaturas nestes próximos dias ficam entre 3 e 6 °C em quase todo o país, com exceção da faixa litorânea e do extremo norte, que ficam com mínima entre 6 e 9 °C.

O Paraguai não terá uma queda tão significativa nas temperaturas nesta semana: as menores serão sentidas entre o oeste e sul do país, com mínimas entre 6 e 12 °C.

 

Chuva aumenta no Chile

Por outro lado, o Chile ainda recebe muita chuva, principalmente na região central do país. Os ventos úmidos do mar, aliados a um centro de baixa pressão atmosférica, mantêm o tempo instável entre quinta-feira (23) e sábado (25), quando as instabilidades se deslocam para o norte chileno. As menores temperaturas também ficam na região andina, com mínimas abaixo dos -6 °C na faixa leste e no extremo sul.

 

GettyImages-1198380915(4)

Foto: Getty Images 

 

Outro sistema meteorológico bastante conhecido que deve atuar neste próximos dias é o da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), que espalha instabilidades por todo o norte do continente sul-americano, incluindo o Equador, Colômbia, Venezuela, Guiana, Suriname e Brasil.

 

Este sistema é formado pela confluência dos ventos de ambos os hemisférios, formando nuvens carregadas que espalham chuva forte e trovoadas pela região. Mesmo durante o inverno, estes países não costumam ter temperaturas mínimas baixas, sobretudo por estarem na região tropical.

 

Leia também:

Por que a copa do mundo não está sendo em junho deste ano?

Chegada do inverno preocupa produtores rurais

Hidrogênio Verde: como ele pode gerar empregos no Brasil?

+ mais notícias