Forte friagem causa recorde de frio em Rio Branco

10/07/2018 às 13:17
por Josélia Pegorim

Atualizado 10/07/2018 às 14:56

Oferecimento
Capital do Acre registra madrugada mais fria do ano. Ar polar entrou também em Rondônia e no sul do Amazonas. Temperatura chega a 40°C no Pará.

Uma grande e forte massa de ar frio de origem polar chegou ao Brasil e desta vez ar gelado conseguiu chegar a Rondônia, ao Acre e ao sul do Amazonas provocando uma acentuada queda da temperatura. Rio Branco, capital do Acre, registrou a mais baixa temperatura de 2018 até agora. O Instituto Nacional de Meteorologia  registrou 13,7°C de temperatura mínima, que igualou a marca do dia 17 de junho.

 

Em Vilhena, no sul de Rondônia, esta terça-feira, 10 de julho, amanheceu com apenas 11,0°C. Em Boca do Acre, no sul do Amazonas, a temperatura baixou para 15,9°C.

 

Friagem

Acre, Rondônia e o sul do Amazonas estão vivendo uma típica friagem. O fenômeno é caracterizado pela queda da temperatura provocada especificamente pela influência de ar frio de origem polar. Tecnicamente não chamamos de friagem a queda da temperatura que ocorre por causa de uma chuva intensa ou de um dia muito nublado.

 

O ar polar ainda será será sentido nestas áreas na madrugada desta quarta-feira, 11 de julho. É possível que Rio Branco tenha novo recorde de frio, mas a partir da quinta-feira a tendência é de gradual elevação da temperatura com o afastamento do ar polar. 

 

 

Foto de Romeu Silva, Rio Branco (AC)

 

 

Calor intenso no Pará e Tocantins

Com sol forte e sem ar polar, o centro-sul do Pará e o Tocantins ficam extremamente quentes nesta época do ano. A temperatura tem chegado aos 37°C em Palmas, capital do Tocantins, e a quase 40°C na região de Conceição do Araguaia.  

O vento frio desta forte massa de ar polar que derrubou a temperatura no Acre e em Rondônia chega muito leve ao sul do Pará e do Tocantins, sem conseguir refrescar o ar.

CIDADES RELACIONADAS

Palmas - TO

21°
min

34°
max

0mm / 0%

Rio Branco - AC

19°
min

30°
max

0mm / 0%