Destaques do tempo em 14/9/18

14/09/2018 às 21:42
por Josélia Pegorim

Oferecimento
Chuva se espalhou sobre o Sul, Sudeste e Centro-Oeste aliviando a secura e calor.

A chuva do furacão Florence caiu pesada sobre os estados da Carolina do Norte e Carolina do Sul em 14/9/18, mas na América do Sul, uma forte queda da pressão atmosférica entre o Brasil, a Argentina e o Paraguai espalhou nuvens muito carregadas e chuva sobre o Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil. A cidade de São Paulo voltou a ter alagamentos. Ventou forte em vários locais do Sudeste, Sul e Centro-Oeste, com rajadas acima de 60 km/h. 

Confira alguns destaques do tempo em 14/9/18

 

 

 

 

Quanto choveu em SP?

As grandes áreas de instabilidade que se espalharam sobre o estado de São Paulo na sexta-feira, 14 de setembro, provocaram chuva generalizada inclusive sobre a Grande São Paulo. Em menos de 24 horas, alguns locais da capital paulista acumularam de 20 mm e quase 33 mm

 

O Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura registrou 10 pontos com alagamento até 19h50 distribuídos entre a região da Sé, Lapa, Moóca, Pinheiros, Butantã e M’ Boi Mirim.

 

 

 

Confira os volumes de chuva acumulados entre 5h e 19h de 14/9/18

Choveu forte no interior e no litoral. Confira os acumulados acima de 20 mm entre 19h do dia 13 e 19h de 14 de setembro, pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia


Iguape: 43,2 mm

São Luís do Paraitinga: 34,4 mm

São Sebastião: 29,2 mm

Floresta Nacional Ipanema (Sorocaba): 25,8 mm

São Paulo/Interlagos: 24,2 mm

Ituverava: 22,6 mm

Pradópolis: 20,4 mm

 

 

Foto de José Alexandre, São Paulo (SP)

 

Chuva e vento forte no Sudeste

As grandes áreas de instabilidade que chegaram a São Paulo na madrugada e manhã de 14 de setembro avançaram à tarde e à noite pelo centro-sul de Minas Gerais e sobre o Rio de Janeiro. Choveu forte em vários locais com rajadas de vento acima de 60 km/h.

Sacramento (MG): 73 km/h

Ituiutaba (MG): 69 km/h

São Sebastião do Paraíso (MG): 69 km/h

Arraial do Cabo (RJ): 75 km/h

Franca (SP): 63 km/h

 

Alguns volumes acumulados entre 20h do dia 13 e 20h de 14 de setembro (INMET)

Iguape (SP): 43,2 mm

Passos (MG): 29,2 mm

Angra dos Reis (RJ): 23,0 mm

 

Em 1 hora

Saquarema (RJ): 19,2 mm

Barbacena (MG): 18,4 mm

São Sebastião (SP): 14,4 mm

Angra dos Reis (RJ)14,4 mm

 

Chuva no Sul do Brasil

As áreas de instabilidade que se espalharam sobre o Sul do Brasil provocaram chuva generalizada. Confira alguns volumes acumulados entre 20h do dia 13 e 20h de 14 de setembro:

Joaçaba (SC): 51,6 mm

Bento Gonçalves (RS): 37,4 mm

Caçapava do Sul (RS): 35,2 mm

Encruzilhada do Sul (RS): 32,6 mm

Curitibanos (SC):24,4 mm

Nova Fátima (PR): 20,8 mm

Paranapoema (PS): 18,2 mm

 

Recorde de calor na madrugada em Cuiabá

A madrugada de 14/9/18 foi a mais abafada do ano em Cuiabá, capital de Mato Grosso. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou 26,3°C de temperatura mínima. Outras duas vezes este ano já havia feito um calor parecido na madrugada. Em 14 de março, quando temperatura mínima foi de 26,2°C e em 23 de janeiro, quando mínima foi de 26,1°C.

 

Chuva em quase todo o Centro-Oeste

As grandes áreas de instabilidade que se espalharam sobre o Centro-Oeste provocaram chuva com raios, moderada a forte, em vários locais de Mato Grosso, de Mato Grosso do Sul e de Goiás. Choveu mais de 20 mm entre o começo da noite do dia 13 e começo da noite de 14 de setembro em vários locais de Mato Grosso e de Mato Grosso do Sul. O INMET registrou 48,0 mm em Juara (MT), 39,6 mm em Ponta Porã (MS) e 20,0 mm em Morrinhos (GO).

 

Acentuada queda da temperatura em MS

Depois de bater recorde de calor por quatro dias consecutivos, a chuva de 14 de setembro derrubou a temperatura no estado. Em Campo Grande, a máxima foi de 24,2°C, contra 36,2°C no dia 13.

 

Calor no Norte e Nordeste

Com poucas nuvens, o Tocantins e estados do Nordeste foram os mais quentes do país em 14/9/18. Em Palmas (TO), a temperatura às 15h (Brasília) chegou aos 39,4 mm, a mais alta entre as capitais. Gilbués (PI) chegou aos 41,1°C (dados INMET)

 

 

Frio em São Paulo e em Curitiba

Curitiba foi a capital mais fria, com máxima de 17,1°C e São Paulo foi a segunda mais fria, com máxima de 19,0°C. Na quinta, 13, a temperatura em São Paulo chegou aos 26,1°C. A queda da temperatura ocorreu por causa do tempo chuvoso.

 

Chuva do furacão Florence supera 300 mm em 24h

Mesmo tendo perdido força e rebaixado para categoria 1 (escala Saffir-Simpson com grau máximo 5) horas antes de tocar o solo dos Estados Unidos, o furacão Florence não deixou de ser uma grande e potente tempestade.  O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, na sigla em inglês), informou no boletim público de 12 UTC (9h em Brasília), de 14/9/18, que vários locais na Carolina do Norte já haviam acumulado mais de 355 mm de chuva (14 polegadas aproximadamente, que é a medida usada pelos Estados Unidos).

A imagem abaixo mostra o total de chuva acumulado em 24 horas, entre 12 UTC (9h em Brasília) de 13 de setembro e 12 UTC de 14 de setembro registrado por radares meteorológico. A escala à direita está em mm. A grande mancha em tom claro representa volumes de chuva acumulados em 24 horas com mais de 250 mm.

 

 

Total de chuva acumulado em 24h, associado ao furacão Florence, registrado por radar meteorológico

 

Na manhã de 14/9/18, uma rajada de vento com 169 km/h foi registrada no aeroporto de Wilmington e um operador de rádio amador em Kirkland relatou uma rajada de vento com 158 km/h. Outra rajada de vento com 153 km/h foi registrada por estação meteorológica particular na península Federal Point, no litoral da Carolina do Norte.

 

CIDADES RELACIONADAS

São Luís - MA

24°
min

32°
max

0mm / 0%

Cuiabá - MT

24°
min

40°
max

4mm / 80%

FASES DA LUA

  • Crescente
    16/09
  • Cheia
    24/09
  • Minguante
    02/09
  • Nova
    09/09

ESTAÇÕES DO ANO

  • Primavera
    22/09
  • Verão
    21/12
  • Outono
    20/03
  • Inverno
    21/06