Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Semana começa com muita chuva em Minas Gerais

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

Belo Horizonte (MG), temporal em 6/1/2021

8 min de leitura

Por Fabiene Casamento e Stefanie Tozzo

Foto:  Belo Horizonte pelo Clima ao vivo

 


Entre esta última sexta-feira (04) e o domingo(06), choveu forte em várias regiões do estado mineiro, os acumulados chegaram aos 136mm em Divinésia, 133mm em Visconde do Rio Branco, 123,8mm em Salinas, 123mm em Teófilo Otoni, 109mm em Presidente Olegário, precisamente entre às 11h50 de sexta (04) e às 11h50 do domingo (06), de acordo com os dados das estações do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN) e do Instituto Nacional de Meteorologia(INMET). Em alguns locais, esses volumes já ultrapassaram a sua climatologia toda para o mês de fevereiro, outras estiveram bem próximas da sua média.

 

tabelachuva

Acumulados de chuva entre às 11h50 do dia 04/02 e às 11h50 do dia 06/02. Fonte: Cemaden e INMET.

 

Na sexta(04) e sábado(05) parte do estado de Minas estava sob influência da umidade que vem da Amazônia, as mais próximas do estado de SP e outra parte pela umidade que vinha do mar, mais ao nordeste e leste do estado, havia o calor e mais à circulação dos ventos em altitude pelo estado. Porém, já no sábado (05) e ainda neste domingo (06) houve a aproximação da borda do Vórtice Ciclônico nos Altos Níveis da Atmosfera (VCAN), que costuma intensificar as nuvens de chuva e trazer precipitações mais fortes, como ocorreu recentemente. Aliás, os maiores volumes de água ocorreram neste final de semana nas regiões da Zona da Mata Mineira, Vale do Mucuri e no norte de Minas. 

 

 

 Semana começa com mais chuva em Belo Horizonte

 

Esta semana começa com destaque sobre Belo Horizonte, há previsão de chuva volumosa e intensa. Os acumulados podem ficar entre 100 e 300mm na capital mineira, entre este domingo (06) e a quinta-feira, 10 de fevereiro. Alguns pontos da região metropolitana de Belo Horizonte, como no centro sul de Minas Gerais, além da Zona da Mata mineira, e pontos do oeste de Minas e do Vale do Rio Doce também poderão acumular esses valores, até podendo superar em alguns municípios esse acumulado, isso antes do dia 12, conforme o mapa abaixo, do modelo numérico "Weather Research and Forecasting Mode" (WRF). Ou seja, essa nova semana será de temporais e com chuva constante, com potencial para alagamentos, transbordamento de córregos, com riscos para deslizamentos nessas áreas. Estamos monitorando, e iremos atualizar com novos avisos. 

 

image (9)

Acumulados de chuva previstos entre os dias 06/02/2022 e à manhã do dia 11/02/2022 pelo modelo WRF( Weather Research and Forecasting Model) Fonte: Climatempo.

Previsão para a semana no Brasil

 

Até o dia 12 de fevereiro o destaque é para os grandes volumes de chuva esperados nas Regiões Sudeste e Centro-Oeste, em especial, com acumulados entre 150mm e 400mm nos estados de MG, RJ, sul e oeste do ES, em SP, no MT, GO e no DF. E que esses valores altos de acumulados de chuva também poderão ser observados pelo estado do TO, no leste do PR, em especial no litoral paranaense que já pode ocorrer ainda no início da semana, e no oeste da BA.

 

Acumulados altos de chuva também estão previstos, neste período, no MA, PI, PA, no AC e no MA, com valores entre 70 e 200mm.

 

Ressalta-se só no estado de SP, até o dia 09 de fevereiro, as chuvas que serão intensas terão os volumes de precipitação distribuídos com os valores abaixo:
Litoral SP: 150 a 300 mm
Norte de SP, como na região de Ribeirão Preto e Franca, Vale do Paraíba, Serra da Mantiqueira: 150 a 250 mm  (Podendo ter alguns pontos de 300 mm)
Grande SP: 100 a 200 mm
Outras áreas 80 a 150 mm

 

 Mais detalhes: Alerta para chuva excessiva em SP

 

As precipitações do Sudeste do país durante esse período se devem à chegada de uma frente fria pela costa desta, Região, mais à formação de uma área de baixa pressão atmosférica na costa de SP, inicialmente, e que ajudam juntas a organizar um corredor de umidade que vem da Amazônia, que espalham mais as instabilidades também para o Centro-Oeste, como também pelo Sudeste, e também pelo reforço de mais uma área de baixa pressão nos níveis mais baixos da atmosfera (com seu centro entre SP, MS, GO e MG, intensificando as instabilidades nesses estados citados), e mais um Vórtice Ciclônico nos Altos Níveis da atmosfera (VCAN) entre SP, MG, RJ e ES. Vale ressaltar que entre os dias 09 e 12 de fevereiro se desenvolverá outra área de baixa pressão atmosférica, em superfície, na costa do ES, potencializando as instabilidades entre o ES, MG e RJ. Assim, atenção para esses dias para ocorrências de alagamentos, inundações e deslizamento de córregos e rios nesses estados tanto da Região Sudeste, como pela Região Centro-Oeste.

 

Ressalta-se que conforme se passa esses dias, da metade ao final da semana, o corredor de umidade fica mais concentrado do Amazonas ao Espírito Santo, que é organizado mais pela costa do ES. Ajudando aos poucos a espalhar as instabilidades pelo Brasil pelo país.

 

Vale mencionar que poderá se desenvolver uma nova Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), onde o corredor de umidade fica mais persistente a partir do dia 08 de fevereiro, e que durará até o dia 11 de fevereiro. Com esta ZCAS já contabiliza 4 só neste ano de 2022, que atuou das Região Norte ao Sudeste do país.

 

Como a ZCAS se forma?

 

No Nordeste, um outro Vórtice Ciclônico nos altos Níveis da atmosfera (VCAN) contribuem para as instabilidades, ao longo desta semana, pelos estados da Região, além da atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) entre o norte do CE até o AP.

 

chuva1

Acumulados de chuva previstos entre os dias 06/02/2022 e 10/02/2022 pelo modelo GFS(Global Forecast System) Fonte: Climatempo.

 

chuva2

Acumulados de chuva previstos entre os dias 11/02/2022 e 15/02/2022 pelo modelo GFS(Global Forecast System) Fonte: Climatempo.

 

 

artesegunda

Sistemas meteorológicos que atuaram entre 05/02/2022 e 12/02/2022. Fonte: Climatempo

 

 Mais destaques: Mar agitado com risco de ressaca no litoral do Sul e Sudeste

Dicas para perceber a chegada do temporal na praia

 Furnas está com a maior cota em 6 anos para fevereiro

 

Entenda a chuvarada de verão sobre o Brasil

 

+ mais notícias