Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Raios: sua região está preparada para as tempestades elétricas?

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

4 min de leitura

 

Todos já presenciaram uma tempestade com descargas elétricas atmosféricas (ou simplesmente raios). Quando o temporal está próximo, tanto o rastro luminoso como o som acontece de forma abrupta, assustando muita gente. E este sentimento de cautela é o que deve prevalecer quando se trata da questão da segurança das pessoas na ocorrência deste fenômeno.

 

Segundo levantamento do ELAT/INPE, o nosso país é o que recebe mais raios no mundo inteiro, com uma média de 70 milhões de ocorrências por ano. Por ter uma grande extensão territorial, acontecem raios em boa parte do ano no Brasil, mas com concentração no alto verão. Aliás, o ELAT/INPE contabilizou entre janeiro e fevereiro de 2021 um aumento de 29% de registro de raios em relação ao mesmo período do ano anterior.

 

GettyImages-941204830

Foto: Getty Images

 

Estes números, que já seriam impressionantes por si só, ainda tendem a piorar nos próximos anos, já que as mudanças climáticas contribuem para um planeta mais aquecido, favorável à formação de nuvens de tempestade severa e com cada vez mais raios. E, ao contrário do ditado popular, o raio pode sim, cair várias vezes em um mesmo lugar!

 

Qual o perigo que a queda dos raios representa?

Podemos citar alguns: raios podem interromper o fornecimento de energia elétrica e causar apagões; se cair em cidades, pode queimar equipamentos, causando prejuízos econômicos; caindo em uma floresta, pode ser o estopim para um incêndio florestal.

 

Mas, sem dúvida, o maior risco é para a vida humana: são raríssimos os casos em que uma pessoa sobrevive sem sequelas a um raio.

 

Considerando estas informações, torna-se necessário o acompanhamento meteorológico em tempo real (ou nowcasting) como medida preventiva. Este monitoramento pode ser realizado voltado à Defesa Civil ou então a setores específicos dos estados e municípios, como as Secretarias de Obras e Infraestrutura, Turismo, Esporte ou qualquer setor que queira salvaguardar pessoas ao ar livre.

 

E será que seu estado ou município pode ter acompanhamento de quedas de raios e outros serviços de monitoramento meteorológico? A resposta é sim!

 

A Climatempo possui equipes de meteorologistas treinados em monitoramento em tempo real e mais de três décadas de experiência no setor e, além disso, oferece a plataforma SMAC – com previsão e monitoramento de forma fácil, rápida e objetiva.

 

Veja também: Brasil já registra mais de 2 milhões de raios em 1 mês de outono

 

Ficou interessado? Conheça mais sobre nossos planos de monitoramento de raios e outros serviços da Climatempo Projetos Governamentais!

 

 

Leia mais! Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho

+ mais notícias