Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

Novo financiamento para ação climática entra em operação

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

4 min de leitura

Imagem: Pixabay

 

Um novo meio de financiamento para fortalecer as observações meteorológicas e climáticas, melhorar os alertas precoces para salvar vidas, proteger os meios de subsistência e apoiar a adaptação climática para resiliência de longo prazo abriu suas portas para os negócios.


O Mecanismo de Financiamento de Observações Sistemáticas (SOFF) é um alicerce fundamental para uma nova iniciativa liderada pelo secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, para garantir que os serviços de alerta precoce cheguem a todos nos próximos cinco anos.


O SOFF procura abordar o problema de longa data da falta de observações meteorológicas e climáticas dos Países Menos Desenvolvidos e Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento. Em apoio ao Acordo de Paris, ele fortalecerá a resposta internacional às mudanças climáticas, preenchendo as lacunas de dados que limitam a compreensão do Clima. Essas lacunas afetam a capacidade de prever e se adaptar a eventos climáticos extremos, como enchentes, secas e ondas de calor.


O lançamento foi realizado em reunião na primeira reunião do Comité de Direção da SOFF no Instituto Meteorológico Finlandês, em Helsinque, que contou com a presença dos líderes das três agências fundadoras, a Organização Meteorológica Mundial (OMM), o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA). O encontro também incluiu ministros dos países doadores, representantes do Grupo dos Países Menos Desenvolvidos (PMD) e da Aliança dos Pequenos Estados Insulares (AOSIS) e os parceiros de desenvolvimento, reuniram-se na primeira reunião do Comité de Direcção da SOFF em Helsinque no Instituto Meteorológico Finlandês para abrir as portas da SOFF aos negócios.


A operacionalização do SOFF se tornou possível graças ao apoio e contribuições financeiras iniciais da Áustria, Dinamarca, Finlândia, Islândia, Irlanda, Noruega e do Fundo de Desenvolvimento Nórdico. Ministros e altos funcionários dos financiadores iniciais enfatizaram a urgência de fechar as enormes lacunas de dados climáticos e meteorológicos por meio do SOFF.


“À medida que a crise climática piora, é crucial que aumentemos o poder de previsão para todos, para que os países possam reduzir o risco de desastres. É por isso que lançamos uma iniciativa para garantir que todas as pessoas na Terra estejam protegidas por sistemas de alerta precoce nos próximos cinco anos. O Mecanismo de Financiamento de Observações Sistemáticas (SOFF) é um instrumento essencial para o conseguir. Agradeço a todos os países que estão fornecendo financiamento inicial ao Fundo Fiduciário Multiparceiro da SOFF da ONU e exorto outros a fazerem o mesmo”, disse Guterres.

 

Leia também:

Mudanças climáticas podem evaporar US$ 23 trilhões da economia

Como as mudanças climáticas já estão alterando tudo

População mundial deve crescer em 2,2 bilhões até 2050

+ mais notícias